Mãe de Pedro Crispim atacada de “forma cruel”. “Custa-me muito”, diz o filho

A mãe de Pedro Crispim foi alvo de ataques por parte de internautas, na sequência da prestação do filho como comentador do “Big Brother”. “Eu tenho uma carapaça, mas ela não”, lamentou o stylist.

29 Mai 2021 | 19:30
-A +A

Pedro Crispim revelou que a sua mãe foi atacada na sequência da participação do stylist como comentador do “Big Brother”. A confissão foi feita à margem da apresentação do novo livro de Teresa Paula Marques, “Odiolândia”, em que a psicóloga se debruça, precisamente, sobre o bullying nas redes sociais.

“Descobriram o Instagram da minha mãe e atacam uma senhora de 70 e muitos anos de uma forma muito cruel. E isso custa-me muito, já que eu tenho uma carapaça, mas ela não”, lamentou Pedro Crispim, que assumiu o papel de comentador das últimas três edições do reality show da TVI: “BB2020”, “Big Brother – A Revolução” e “Big Brother – Duplo Impacto”.

A orientação sexual do stylist era usada como arma para os ataques de que a sua mãe foi alvo. “Um gay, para muita gente, não deveria estar na televisão”, refletiu Pedro Crispim, ainda em declarações à TV Mais.

 

Pedro Crispim já foi infiel e “nem sequer foi com a mesma pessoa”

 

Pedro Crispim aceitou o convite de Joana Alvarenga e participou recentemente na rubrica “Verdade ou Consequência”, que a atriz criou para o seu canal de YouTube.

“Já traíste ou foste traído?”, questionou a artista. “Já traí e já fui traído e soube-me bem trair”, começou por responder o convidado, que deu a entender que já o fez mais do que uma vez, depois de Joana Alvarenga lhe ter perguntado se tinha sido por “vingança”. “Não. Nem sequer foi com a mesma pessoa. Atenção que o trair pode ter várias arestas e não tem que ver só com a parte sexual”, defendeu o stylist.

 

Conheça aqui outras revelações feitas por Pedro Crispim a Joana Alvarenga.

 

Texto: Dúlio Silva com Ivan Silva; Fotos: reprodução redes sociais

PUB
Top