“Mãe, eu preciso de me rir”. Viúva de Pedro Lima revela conversa emotiva com a filha

Anna Westerlund, viúva de Pedro Lima, deu uma entrevista e explicou que, tanto ela, como os filhos, sentem necessidade de voltar a sorrir. Ator morreu há quase dois anos.

15 Mai 2022 | 9:00
-A +A

A viúva de Pedro Lima, Anna Westerlund, abriu o coração para voltar a falar da morte do ator e da forma como tem superado a dor. Passaram quase dois anos desde que o marido foi encontrado sem vida, na Praia do Abano, em Cascais, e, agora, a ceramista sublinha a importância de voltar a sorrir.

Numa entrevista a um site, Anna Westerlund afirmou que o clique para essa necessidade partiu dos filhos. “São cinco miúdos em fases completamente diferentes. Precisam de estar com os amigos e precisam de rir, de se divertir. Precisam de sentir que a vida pode continuar e que pode haver alguma normalidade. Tive essa conversa com a minha filha mais velha que me dizia isso: ‘Mãe, eu preciso de me rir’, quase a perguntar-me: ‘Não faz mal, pois não?’. ‘Claro que não’, respondi”, contou.

“Nós, pais, deveremos ser um exemplo, no sentido que não podemos dizer uma coisa e fazer outra. Não posso dar um mau exemplo. (…) Se eu estou aqui e o Pedro não está, então eu tenho de aproveitar pelos dois. E o aproveitar é no sentido de reagir, de procurar caminho, de ajudar os nossos filhos, perceber que todos morremos. Agarrei-me muito a esta ideia de que toda uma vida que tiveram com o pai – e que eu tive com um marido maravilhoso – não se poderia perder por causa de uma morte, quando todos morremos. A morte não se pode sobrepor a toda a vida e às memórias e a tudo o que tínhamos construído. Isto foi muito claro para mim, para toda a nossa família”, disse ainda ao Observador.

Na mesma entrevista, a ceramista revelou que teve ataques de pânico após a morte de Pedro Lima.

Viúva de Pedro Lima compara a dor a uma onda gigante

De acordo com a viúva de Pedro Lima, o luto e a dor são para toda a vida. “É um processo para o resto da vida, não há um momento em que acaba e se cura. É um trauma que nos vai acompanhar para o resto da vida. Há momentos em que estou melhor e volto atrás um bocadinho, depois volto para a frente. É aprender a viver com a dor”, explicou, acrescentando: “Aprendi a perceber que a dor vem como uma onda gigante. E a onda vem e depois volta a ir. Sinto que vou aprendendo a sobreviver nessa onda, quando ela vem. Ela vai e não sabemos quando volta. Interiorizei que é um processo que me vai acompanhar sempre”.

Recorde-se que Pedro Lima e Anna Westerlund estiveram juntos quase 20 anos. O casal teve em comum quatro filhos: Ema, Mia, Max e Clara. De um relacionamento anterior do ator com Patrícia Piloto nasceu também João Francisco.

Pedro Lima foi encontrado morto na Praia do Abano, em Cascais, a 20 de junho de 2020. A autopsia revelou que a causa da morte foi afogamento. O corpo do ator apresentava cortes na carótida e no abdómen.

Texto: Mafalda Mourão e Ricardina Batista; Fotos: Impala e Reprodução redes sociais

PUB