Malato sobre a MÃE: «tenho a RELAÇÃO que ela permite»

José Carlos Malato recordou a relação com a mãe e a perda do pai. O apresentador mostra-se ansioso pelo começo de um novo ano.

13 Dez 2018 | 20:17
-A +A

José Carlos Malato revelou em Outubro que, além do pai, temia também ter perdido a mãe, agora, o apresentador volta a comentar o estado da relação com a progenitora.

«A minha mãe continua a ser uma testemunha de Jeová, portanto, a pertencer a uma religião que é sectária, totalitária e que coloca os interesses da própria religião acima da relação entre pais e filhos», contou no Natal dos Hospitais, que decorreu esta quinta-feira, 13 de dezembro, no Centro de Reabilitação de Alcoitão. 

Devido às exigências e condições da religião, Malato considera que a relação com a mãe é a que «que ela permite». «Não vou lutar contra isso. Tenho a relação que ela quer», garante o rosto da RTP.

Leia mais:  «ODEIO O NATAL»

 

«Esta época aumenta essa tristeza»

Num ano em que perdeu o pai, António Malato, depois de uma longa luta contra um cancro, e chegou ao fim a relação de longa data, com João Caçador, Malato mostra-se ansioso pelo ano novo. «Nunca esperei tanto por um novo ano. Não é que as coisas mudem muito mas é uma mudança. Há uma energia diferente, a deste ano foi pesada», conta, revelando que irá passar o ano a trabalhar na Madeira, ao lado de Vanessa Oliveira.

No entanto, sobre o Natal, o apresentador já não se sente da mesma forma. «É uma época que para quem gosta é muito boa, mas para os outros que estão sozinhos, que perderam, enfim, é muito muito difícil e de facto esta época aumenta essa tristeza», revela, confidenciando que apesar de não apreciar a época natalícia, gosta de fazer o Natal dos Hospitais.

«No Natal dos Hospitais é maravilhoso. Era miúdo e dizia ‘um dia vou estar ali’. Aqui é o sítio onde nos deparamos com essas debilidades, mas também é mais inspiradora a vontade das pessoas em recuperar», assume.

Veja ainda: Depois de POLÉMICA com a mãe, Malato RECORDA progenitores!

 

«O meu pai gostava muito do Natal»

Este é o primeiro Natal que José Carlos Malato irá passar sem o pai, no entanto, o apresentador irá recordar os momentos vividos. «Vou passar com a minha irmã [a noite de 24]. O ano passado foi o ultimo natal que o meu pai esteve lá em casa e temos um vídeo muito especial que eu gostava de ver só nessa noite», conta.

«Vídeo que gravamos o ano passado com o Miguel Ramos, fadista, e o meu pai dizia uma letra que ele sabia e o Miguel ia cantando. Um vídeo muito emocionante», partilha, revelando que apesar de ser um dia triste, será bom recordar e celebrar uma festa que o pai tanto gostava.

António Malato morreu aos 74 anos de idade, no dia 1 de maio, de 2018, depois de uma luta de oito meses contra um cancro.

Texto: Sílvia Abreu e Raquel Costa / Fotos: Impala e Redes Sociais

PUB
Top