Mansão de Ricardo Araújo Pereira assaltada após humorista desvendar morada em reportagem

A casa do humorista foi assaltada e que isso levou o comunicador a ter uma postura mais “fechada”.

28 Fev 2024 | 20:00
-A +A

Ricardo Araújo Pereira é uma das personalidades mais mediáticas em Portugal.  Agora, sabe-se que a casa do humorista foi assaltada e que isso levou o comunicador a ter uma postura mais “fechada” no que toca a divulgar aspetos da sua vida privada. O assalto aconteceu após a morada de Ricardo ter sido revelada durante uma reportagem, avançou a FLASH.

Leia ainda: Teresa Paula Marques, do polémico Supernanny, avança com queixa-crime

Filhas de Luciana Abreu a cantar

“Avenida de palmeiras e palacetes”

“Pergunte-se às primeiras oito pessoas encontradas ao acaso em Vale Fetal como se chega à Rua Sidónio Pais, a larga avenida de palmeiras e palacetes onde Ricardo Araújo Pereira estaciona o BMW à frente da mansão, e ninguém saberá responder. Não se trata de uma ruela secundária, note-se: é uma artéria relevante, uma bem asfaltada rua de ligação entre o centro tradicional e a área mais recente da aldeia – e, porém, ninguém sabe onde fica. Ninguém é dali, no fundo – pergunta-se e ouve-se sempre: «Não sei, não vivo aqui.» E a primeira impressão com que se fica ao visitar a próxima grande coisa do humor português é essa: a do refúgio numa zona de ninguém, um eremitério auto-imposto, em fuga da pressão dos holofotes e do assédio das admiradoras”, disse o humorista na reportagem.

“Queria uma casa onde pudesse ter os cães”

“Pouco depois há-de cair mais esse mito, e é à medida que os mitos forem caindo todos, um a um – depois do do eremitério, o da mansão, e depois deste o do BMW –, que Ricardo irá deixando de ser ele próprio uma lenda para, lentamente, começar a tornar-se numa pessoa”, acrescentou para a revista Grande Reportagem, que na altura acompanhava o Jornal de Notícias. “Saí de Lisboa quando Santana Lopes ganhou a Câmara Municipal», brinca ele, esticando uma última vez a corda. «Não, a sério, foi uma coincidência. Queria uma casa onde pudesse ter os cães, à volta da qual pudesse passear a minha filha… O resto da malta do Gato [Fedorento] goza-me sempre – que eu sou um “suburbano”, que eu moro num “sítio horrível”, que eu sou “da Margem Sul”… Mas, pronto, eu gozo de volta. Não há dia em que não diga ao Zé Diogo [Quintela] que ele é um balofo ou ao Miguel [Góis] que ele tem um cabelo horrível…”.

Veja também: Ana Garcia Martins está grávida? Humorista reage e esclarece rumores

Texto: Sofia Mendes
Fotos: Redes sociais
PUB