Manuel Luís Goucha emociona-se ao enterrar cinzas dos animais de estimação (VÍDEO)

Manuel Luís Goucha quis despedir-se dos animais de quatro patas da família e fez um ritual de despedida no monte alentejano. Veja o vídeo!

23 Ago 2020 | 9:00
-A +A

Manuel Luís Goucha mostrou o momento em que enterra as cinzas de vários amigos de quatro patas, numa cerimónia feita em conjunto com o marido, Rui Oliveira, no monte alentejano. Num vídeo partilhado no Instagram, o apresentador explica que guardava as caixas com as cinzas dos animais na casa de Sintra, mas que tinha o objetivo de as enterrar num solo cheio de significado. Por isso, escolheu o monte alentejano.

«Hoje foi dia de celebramos alguns dos nossos mais fiéis amigos!», começou por dizer, pedindo desculpa aos mais sensíveis. «Eu peço desculpa se este vídeo vos parecer macabro, mas quem gosta de animais e tem animais compreende perfeitamente. Eu tenho uma vida em comum com o Rui há 21 anos. Há 21 anos que vivemos juntos, e, como devem calcular, em 21 anos há animais de estimação que nos deixam.» 

«Nunca partilhei isto convosco porque entendo que as tristezas não são partilháveis, é a minha filosofia de vida. Eu dou-me aos outros no meu melhor, nunca naquilo que a vida me dá de menos bom. As perdas de um companheiro de quatro patas são dolorosas, mas para mim não são partilháveis… as tristezas são minhas. Sempre que um cão nosso desaparece fisicamente – e nós temos vários como sabeis – as memórias mantém-se e muitas vezes falamos deles e até nos rimos com algumas particularidades. Sempre que um cão morre é cremado e eu tenho mantido as caixas com as suas cinzas em Sintra, sempre com o objetivo de as trazer para um chão que amassemos, para um local que fosse para nós um dos que mais gostamos. Há quatro anos que é sem dúvida o monte no Alentejo», explica.

«Hoje é dia de os enterrar e plantar arbustos. Vamos recordá-los também. É uma oportunidade de recordar cada um deles», continua, com a voz carregada de emoção.

Goucha e Rui prosseguem o ritual de despedida, explicando a história de cada animal, vários deles resgatados do abandono. «Este ano felizmente até agora não tivemos nenhuma perda…É bom recordá-los!».

Por cima das cinzas, Goucha e Rui plantaram Callistemon, um arbusto que é popularmente conhecido por limpa garrafas por dar flores vermelhas «em forma de escovilhão».

Assim que o ritual termina, o marido de Goucha não resiste a uma piada. «Já está, estes já não saem daqui»«’Raios partam’ o humor do Rui!», exclama Goucha.

Texto: Ricardina Batista; Fotos: reprodução redes sociais

 

Leia ainda:
Manuel Luís Goucha prepara-se para escrever livro sobre bastidores da televisão
Manuel Luís Goucha agradece nomeação nos Troféus Impala de Televisão | Vídeo

PUB