“Mão cheia de sangue”: Inês Herédia abre nariz ao gravar cena violenta de “Festa é Festa”

Inês Herédia sofreu um acidente durante as gravações de uma cena mais violenta de “Festa é Festa”. Mesmo a sangrar, a atriz continuou a interpretar a sempre surpreendente Nelinha.

23 Nov 2021 | 21:05
-A +A

Inês Herédia dá vida à louca Nelinha em “Festa é Festa”, da TVI, e tem feito as delícias dos telespectadores da novela com as suas interpretações. A atriz nunca escondeu que se estava a divertir muito a fazer este projeto e já levou a sua personagem ao limite. Durante as gravações de uma cena mais violenta… abriu o nariz.

“Nesta segunda temporada, consegui abrir o nariz, fiz uma sutura interna”, começou por dizer Inês Herédia, à margem do evento de lançamento da CNN Portugal, esta segunda-feira, 22 de novembro. Tudo aconteceu “a seguir às cenas do burnout”. “Caio em cima de uma caneca e nem percebi do que me tinha acontecido, porque estava com um post it colado na testa. Só quando a cena acabou é que vi que tinha a mão cheia de sangue. Mas continuei a gravar, porque fazia sentido que assim fosse”, partilhou.

Já a gravar a terceira temporada de “Festa é Festa”, Inês Herédia revelou que “a loucura” vai piorar. “Os nossos autores têm a capacidade de a fazer ainda mais louca. Confesso que esta terceira temporada, para mim, é o maior desafio. É mesmo. A ideia deles é genial. Eles fizeram o impensável: fazer uma novela dentro da novela. E, basicamente, a Nelinha vai dividir-se em duas. Está a ser um desafio incrível. Achei que já não era possível mais, mas está a ser um desafio dividir esta personagem em duas pessoas. O grande problema é controlarem-nos”, assumiu a atriz, bem-disposta.

 

Inês Herédia obrigada a estar em casa por causa da COVID-19

 

Inês Herédia está a ser obrigada a ficar em casa a tomar conta dos filhos, Luís e Tomás, de quase três anos, devido ao fecho temporário da escola dos gémeos por causa da COVID-19. A atriz, que estava a torcer pela novela “Quer o Destino”, nomeada para os International Emmys Awards, revelou que queria ir buscar a mulher, Gabriela Sobral, e toda a comitiva que estava em Nova Iorque, Estados Unidos, com a esperança de receber a estatueta, mas que tal não ia ser possível.

“A minha vontade era ir buscá-los ao aeroporto, mas a escola dos meus filhos está fechada temporariamente por causa da COVID-19. Por isso, vou ter de ficar com eles”, sublinhou a atriz, que dava vida a Isabela em “Quer o Destino”. O prémio foi entregue nesta madrugada.

“Quer o Destino” não ganhou o prémio de Melhor Novela (perdeu para uma chinesa), mas Inês Herédia garantiu que este foi um projeto que adorou fazer. “‘Quer o Destino’ foi feita em plena pandemia. Voltámos com medo, mas foi um projeto maravilhoso”, terminou.

 

Texto: Patrícia Correia Branco com Ana Lúcia Sousa; Fotos: Divulgação TVI e CNN Portugal

PUB