Marco Horácio fala sobre «tempos difíceis»: «Fiquei sem comida e luz em casa»

Marco Horácio recuou no passado para recordar o momento da sua vida em que hipotecou a casa para não deixar «40 pessoas penduradas». Agora, prepara-se para estrear na TVI o concurso Boom.

21 Jul 2020 | 9:50
-A +A

Arranca no dia 9 de agosto o novo desafio profissional de Marco Horácio. Boom é o nome do concurso que Marco Horácio vai conduzir nas noites de domingo e o humorista esteve, esta segunda-feira, n’A Tarde é Sua para, à conversa com Mónica Jardim, revelar pormenores sobre o novo programa.

«É um concurso muito giro. Tive a sorte de me ser entregue porque há dezenas de apresentadores bons na TVI. Estou muito curioso porque as pessoas não estão habituadas a ver-me na TVI. Venho para a TVI com vontade de trabalhar e de coração aberto. Gostaria que as pessoas me dessem uma oportunidade, que me aceitem, porque tenho uma maneira muito específica de trabalhar», começou por dizer.

Relativamente aos objetivos e obstáculos do novo concurso da estação de Queluz de Baixo, Marco Horário também levantou a ponta do véu. «Não podem cortar o cabo errado da bomba porque senão perdem e ficam cheios de tinta. Trata-se de um jogo com equipas de quatro elementos. Há quatro rondas e a equipa que passa à fase seguinte pode ganhar 30 mil euros. O jogo tem muita pressão, mas é muito divertido», disse.

 

 

À semelhança de Mental Samurai, igualmente transmitido pela TVI, também Boom foi gravado em Espanha e o humorista revelou como foi gravar no país vizinho e como se vê no papel de apresentador. «Nós, portugueses, somos muito desenrascados. Eles, lá, não são tanto como nós e nós tentámos mudar isso. Quando estou a trabalhar, não penso no efeito final. Eu sofro muito com as equipas porque quero que elas ganhem dinheiro, mas também o meu objetivo é relaxá-los, descomprimir… Mas, acima de tudo, ajudá-los um pouco. Não sou apresentador, sou ator. Faço aquilo o mais honesto e verdadeiro possível. Foi uma experiência única e enriquecedora. Mesmo que não se estreasse em televisão, venho de coração cheio. Fiz mais 72 anos, todos os concorrentes que passaram por lá, fiz questão de conversar e conhecer», terminou.

 

«O meu filho nunca percebeu nada»

 

Marco Horário é humorista, mas nem tudo na sua vida foi divertido e sorridente. Há uns anos, o comunicador apostou tudo na produção do filme Mau Mau Maria, completamente pago por si. Mas houve alguns problemas pelo meio e Marco Horário decidiu hipotecar a casa do que deixar «40 pessoas penduradas» sem o projeto.

«Mantive-me fiel a mim próprio. Foram tempos difíceis, isolei-me, mas fui recompensado. Já vou fazer agora o segundo programa na TVI. Fiquei sem comida e luz em casa. O meu filho nunca percebeu nada, nem tem noção do que se passava. Quando se tornou público, já tinha resolvido a situação. Eu agi e consegui», contou.

«O propósito de vida que devemos ter é que vivemos todos na mesma casa. Não me faz sentido ter a profissão que tenho e usá-la apenas para me promover. Se as pessoas veem em mim algo de bom, também quero que consigam ver nelas algo de bom. Eu sou uma pessoa honesta e profissional. Prefiro sofrer do que os outros sofram por uma decisão minha», terminou.

 

VEJA TAMBÉM:
Marco Horácio sobre ida para TVI: «Mudo de casa mas não mudo de personalidade»
Passou fome! Marco Horácio teve de recorrer à ajuda de amigos para sobreviver

 

Texto: Mafalda Mourão; Fotografias: Arquivo Impala e reprodução redes sociais

PUB
Top