Marco Paulo apresenta companheira especial: “Nunca me pediu nada, mas ela sabe que a amo”

Marco Paulo derreteu os fãs ao apresentar a sua companhia especial de quatro patas. “É uma companhia e amiga indispensável na minha vida”, explica o cantor.

23 Nov 2020 | 22:20
-A +A

Marco Paulo deu a conhecer nas redes sociais a sua fiel companheira de quatro patas, a Zuka. Através de um vídeo partilhado nas redes sociais, o cantor deixou os fãs rendidos com o amor que sente pela cadelinha da raça Bulldog Francês, que tem sido a sua grande companhia, de manhã à noite.

“Ela não fala mas o olhar dela diz tudo, chama-se Zuka, tem 4 anos. Tudo o que eu faço ela faz: se eu choro ela fica triste, se eu canto ela fica alegre. Nunca me pediu nada mas ela sabe que a amo. É uma companhia e amiga indispensável na minha vida”, revela o artista.

Veja o vídeo em questão!

Sente-se mal em direto!

 

Marco Paulo foi o convidado do programa Casa Feliz, da SIC, no dia 8 de outubro. No dia em que João Baião celebrou 57 anos de vida, o cantor volta a subir ao palco depois de ter enfrentado, desde dezembro de 2019, um cancro na mama. Com um brilho nos olhos, sorriso no rosto e assumindo tranquilamente o cabelo branco, Marco Paulo esteve à conversa com João Baião e Diana Chaves.

Entre a entrevista, a manhã foi preenchida por momentos musicais muito especiais em que Marco Paulo cantou alguns dos seus maiores sucessos. Após a primeira atuação musical, em que entoou o tema Como É Grande o Meu Amor Por Você, o artista, desconhecendo que estava em direto, confessou ter-se sentido mal.

«Começou a sair um líquido escuro do mamilo»

No dia em que Marco Paulo volta à SIC e revela o regresso aos palcos já em março do próximo ano, relembrou os momentos mais complicados que viveu com a luta contra o cancro, mostrando-se feliz por ter superado mais uma batalha. «Depois de me ter aparecido cancro na mama não pensava que ia conseguir dar a volta tão rapidamente. Pensava que possivelmente ainda estaria a fazer tratamentos. Mas não, conseguimos todos», começa por dizer, agradecendo a toda a equipa médica.

«Nós homens pensamos que o cancro da mama nos passa ao lado», afirma, revelando que, no seu caso, deixou a «coisa adiantada». «Sentia os caroços mas nunca dei atenção. Tinha um bocadinho de vergonha de falar do assunto (…) Andava-me a queixar e depois  começou a sair um liquido escuro do mamilo, que não era sangue. A quantidade de liquido no mamilo secava e depois ficava uma crosta», relata.

«Cancro não é sinonimo de morte»

O cantor explica que há 20 anos lhe custou muito mais enfrentar o cancro no cólon e que agora lidou com mais «naturalidade». No entanto, aproveita para deixar um aviso: «Cancro não é sinonimo de morte, mas se não tivermos o devido cuidado estamos sujeitos a morrer. Homens, façam a apalpação da mama!».

«Temeste pela vida?», pergunta João Baião. «Não», responde, garantindo que se agarrou à «fé» e à «vontade de viver», pensando que existem pessoas «bem piores» do que ele.

Quanto ao cabelo branco, Marco Paulo refere que já está mais do que habituado: «Já não me consigo ver sem o cabelo branco e sem a máscara na cara!». 

Texto: Inês Borges; Fotos: DR

Veja também:
Marco Paulo faz revelações sobre cancro de mama que o atormenta há largos meses
Marco Paulo fala sobre o «medo da morte» e os cancros e princípio de AVC que sofreu

PUB
Top