Marco Paulo desaba em lágrimas ao falar sobre cancro: «Foi-me tirado o peito direito»

O cantor foi diagnosticado com um cancro da mama e, esta terça-feira, deu as suas primeiras declarações sobre a luta que está a travar. Antes, a TV 7 Dias apanhou-o à entrada das instalações da TVI.

18 Fev 2020 | 14:56
-A +A

Aos 75 anos e mais de duas décadas depois de ter vencido um cancro no colón, Marco Paulo volta a lutar contra uma doença oncológica. Desta vez, foi-lhe diagnosticado um tumor maligno numa mama, que já levou o cantor a ser submetido a uma cirurgia. A realizar tratamentos de quimioterapia, o consagrado artista quebrou finalmente o silêncio, esta terça-feira, numa entrevista concedida no Jornal da Uma, da TVI.

E assim foi. Sorridente, Marco Paulo assumiu logo que ia «fazer um esforçozinho para não chorar». Depois, explicou então que foi durante uma apalpação que descobriu que algo não estava certo. «Foi-me detetado um tumor numa mama, debaixo do mamilo. Não liguei muito ao assunto, porque pensei que era só um assunto das senhoras. Nunca me passou pela cabeça que isso pudesse acontecer aos homens», admitiu, continuando deixando «um alerta bastante forte e grande» a todas as pessoas do sexo masculino: «Previnam-se, toquem de vez em quando nas vossas mamas.»

«Sentia o tumor, sentia o caroço, mas não ligava muito. Pensava que era uma coisa passageira, que não ia acontecer nada.» Mas tal não se veio a concretizar. «Fui a uma médica para tratar de um problema simples – tirar um sinal que tinha no nariz – e a doutora que me consultou perguntou se eu tinha mais algum problema. Um familiar e uma amiga que estavam comigo disseram-lhe para ver o meu peito. Ela veio apalpar-me o peito e notou que havia qualquer coisa que não estava bem. Tinha de ir fazer imediatamente exames.»

 

«Fui operado no dia dos meus anos»

 

Depois dos exames, veio logo a cirurgia de remoção do tumor, realizada no dia do 75.º aniversário do cantor, a 21 de janeiro. «Fui operado no dia dos meus anos. Foram três horas de operação em que me foi tirado o peito direito. Foram logo rapidamente resolver a situação e agora estou a recuperar e a tentar que Deus me ajude e que os portugueses estejam ao meu lado», afirmou.

Para já, Marco Paulo já fez uma sessão de quimioterapia. Esperam-lhe mais «cinco sessões», cada uma «de 15 em 15 dias». «É mais uma luta que tenho de travar, uma luta que muita gente trava. E eu não sou diferente de ninguém [faz longa pausa a controlar a emoção]. Tento agora superar o melhor possível. Não queria muito que as minhas fãs soubessem, para que ficassem mais descansadas e eu pudesse passar este problema discretamente», admitiu.

Logo depois, a emoção que tentou controlar ficou visível nos seus olhos. As lágrimas escorreram-lhe pela cara enquanto agradecia o carinho com que tem sido bafejado para passar com sucesso esta «batalha grande». «As pessoas sabem o quanto as amo, o quanto gosto delas. Pediram-me tanto para não chorar hoje, mas eu não sou de pedra, não sou de ferro. Sou humano. Só eu é que sei o que estou a atravessar neste momento. Quero que me dêem força e que não me deixem ir abaixo.»

E continuou, referindo-se a esta fase como um «momento grave» da sua vida: «Estou sempre de pé atrás a saber se ultrapasso ou não. A minha fé, a minha força, a minha coragem, a minha vontade de vencer mais esta batalha são grandes», afirmou, voltando a emocionar-se. Com os olhos marejados de lágrimas, continuou: «Ninguém gosta de estar doente, de ter uma doença grave, e eu vou tentar ultrapassar. Sei que tenho o apoio de Portugal. As minhas lágrimas não são de coitadinho. Custa-me muito.»

Apesar do momento débil, Marco Paulo garantiu que pretende manter «o sorriso e a alegria de viver», a fim de «poder transmitir aos outros de que pode haver uma recuperação e que pode haver um resultado como houve há 20 anos», quando venceu um cancro no colón. «Vou lutar com todas as minhas forças», assegurou, sem, contudo, descartar que esteja «a passar por um problema complicado». «Vamos todos fazer uma corrente de maneira para que, como eu peço para os outros, me peçam para mim para eu poder recuperar.»

Antes da conversa com a jornalista Ana Sofia Cardoso, a TV 7 Dias apanhou Marco Paulo à entrada das instalações do canal, em Queluz de Baixo. Veja as imagens na galeria!

 

Cancro da mama é caso raro em homens

 

O cancro da mama é mais frequente nas mulheres e apenas 1% destes tumores surge no sexo masculino. As causas para o desenvolvimento do cancro da mama nos homens ainda não são totalmente conhecidas.

No entanto, várias investigações científicas apontam alguns fatores que podem contribuir para o aparecimento desta doença: envelhecimento, histórico familiar de cancro da mama, Síndrome de Klinefelter, obesidade ou consumo excessivo de bebidas alcoólicas.

 

VEJA TAMBÉM:
Marco Paulo celebra 75 anos: «Nada é eterno. Um dia deixarei de cantar»
Marco Paulo feliz por «entrar» em Terra Brava: «Achei muita graça»

 

Texto: Dúlio Silva; Fotografias: D.R. e Arquivo Impala

PUB
Top