Maria José Valério: Cantora deu a conhecer o que queria que acontecesse após a sua morte

O último desejo de Maria José Valério ficou bem expresso num programa de televisão do canal 11 e foi agora recordado por Carla Andrino.

04 Mar 2021 | 14:20
-A +A

Maria José Valério, que morreu esta quarta-feira, 3 de março, queria ser cremada e queria que as suas cinzas fossem deitadas no estádio do Sporting. Este último desejo da cantora ficou bem expresso num programa de televisão do canal 11 e foi agora recordado por Carla Andrino.

As imagens desse programa foram partilhadas pela atriz, e pode ouvir-se Maria José Valério dizer: “Se eu de repente desaparecer, só queria pedir que as minhas cinzas fossem deitadas no Estádio José Alvalade”.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Carla Andrino (@andrinocarla)

Cerimónias fúnebres no próximo sábado

O corpo de Maria José Valério será cremado às 18 horas do próximo sábado, dia 6 de março, no Centro Funerário de Cascais. A cantora, que eternizou “A Marcha do Sporting” morreu aos 87 anos, vítima de covid-19, depois de um surto da doença ter deflagrado na Casa do Artista, instituição onde estava vivia há vários meses.

A ‘senhora do cabelo verde’, como muitos lhe chamavam, estava internada no Hospital de Santa Maria desde o dia 20 de fevereiro, depois de ter sofrido um agravamento dos sintomas.

Texto: Patrícia Correia Branco; Fotos: Impala
Leia também:
Sporting reage à morte de Maria José Valério: “Vai soar eternamente nos nossos corações”

 

PUB
Top