Mariana Monteiro sobre a rutura com João Mota: «O meu coração está bem»

A atriz está de regresso à SIC, naquela que será a primeira novela com ambiente rural da estação. Antes de entrar em ação, falou com a TV 7 Dias e contou-nos como está a viver esta experiência.

03 Nov 2019 | 17:30
-A +A

Afastada das novelas há três anos, Mariana Monteiro está de volta com Terra Brava, a nova aposta da SIC, da autoria de Inês Gomes. A atriz dá vida a Beatriz, uma jovem licenciada em Agronomia. As gravações correm a todo o gás e Mariana Monteiro confessou que este desafio deixou-a totalmente rendida, mas também muito empenhada.

«Estou focada a 300 por cento, mas esta minha entrega é exatamente igual em todos os projetos, independentemente de assumir o lugar de protagonista ou não. Só sei trabalhar assim», partilhou. Aos 30 anos, Mariana já deu provas de que a representação é uma das suas grandes paixões e, após três anos sem fazer novelas, o convite de Daniel Oliveira, para integrar o elenco de Terra Brava, foi recebido de forma bastante otimista.

«Já tinha pensado sobre o dia do meu regresso e vai acontecer envolto em grande felicidade. A proposta do Daniel foi bastante cativante, irrecusável», atirou ao mesmo tempo que acrescentou que a sua alegria se estende ao facto «de trabalhar com um elenco fortíssimo e de reencontrar atores como a Maria João Luís ou o João Catarré».

Igualmente motivador, destacou, foi a oportunidade de trabalhar com colegas que até então nunca se tinham cruzado no seu caminho, entre eles Renato Godinho e João Jesus. Natural do Porto, a atriz, durante a conversa que teve com os jornalistas na apresentação da trama, não conseguiu esconder o entusiasmo de voltar a trabalhar com João Catarré, com quem formou igualmente par romântico há uma década, na novela Deixa que Te Leve, da TVI.

«Passaram dez anos e, hoje em dia, a nossa forma de trabalhar é completamente diferente, crescemos, mudámos, mas a sensação que tenho é que não estivemos tantos anos afastados no trabalho.»

 

Medos e sacrifícios

 

Simpática, a atriz revelou que um dos momentos mais altos para a sua personagem, Beatriz, será a aventura da maternidade: «Esta experiência é uma novidade, uma surpresa, é a primeira vez que tenho filhos na representação, e logo de um pré-adolescente. Vamos ter uma relação de grande cumplicidade, até porque as idades são aproximadas».

Cerca de 15 anos depois de ter dado os primeiros passos na ficção nacional, Mariana Monteiro recordou uma boa coincidência: «Por curiosidade, Beatriz foi o nome da minha primeira personagem em televisão, na série Morangos com
Açúcar. Desta forma, tem um sabor especial retomar este novo ciclo da minha carreira, com o mesmo nome com que iniciei a minha trajetória.»E, ao fim de três meses de gravações, já responde pelo nome fictício, adiantou entre gargalhadas!

Porém, em comum, as suas Beatrizes só têm mesmo o nome. «Não dá para estabelecer comparações. A atual é uma mulher com imensa força, com uma personalidade fortíssima, cheia de garra, que entra em conflito facilmente, e os seus alvos vão ser a mãe (Eduarda) e o marido (Tiago)», garantiu.

Para compor a personagem, Mariana partilhou que foi “obrigada” a alguns sacrifícios, de modo a enfrentar certos medos:«Quando me foi apresentada a Beatriz, fiquei apaixonada pelo universo dela, mas houve um pormenor que me deixou apreensiva, a paixão dela por cavalos. Eu, Mariana, tinha pavor de cavalos. Para vencer este pânico, investi em aulas de equitação cerca de um mês e meio antes e, agora, posso dizer que ganhei uma nova paixão. No final da novela, estou uma cavaleira. Mas não arrisco ainda muito, tenho um duplo para as cenas mais arrojadas.»

A viver um bom momento a nível profissional, a atriz portuense assumiu que esta boa fase se estende à sua vida pessoal: «Sim, estou muito bem e feliz», afirmou, evitando comentar o término do namoro, de sete anos, com João Mota. Sobre isso, deixou escapar apenas: «o meu coração está bem».

 

Leia ainda:
Mariana Monteiro e João Mota: romance chega ao fim!
Apanhadas! Mariana Monteiro e Sara Matos juntas no trabalho e fora dele

 

Texto: Mafalda Dantas e Sónia Antunes Rodrigues | Fotografias: Nuno Moreira e Paula Alveno

PUB
Top