Marinho Pinto ATACA Marcelo: «estou cansado de um presidente de afetos»

Marinho Pinto fala sobre hipocrisia e ataca o Presidente da República. O eurodeputado revela que «um presidente é para tomar decisões».

11 Jan 2019 | 16:19
-A +A

A polémica sobre a ida de Mário Machado à TVI está longe de acabar. Apesar de a ERC [Entidade Reguladora da Comunicação] já ter determinado a inexistência de qualquer ilegalidade por parte da estação de Queluz de Baixo, as opiniões continuam a divergir.

Esta sexta-feira, dia 11 de janeiro, é Marinho Pinto quem se manifesta sobre o tema, durante a Crónica Criminal do Você na TV, aproveitando para atacar o presidente da República, sempre sem referir o telefonema a Cristina Ferreira.

«A democracia portuguesa está gravemente doente e uma das pessoas que deveria ter um comportamento diferente é o atual presidente da República. E não, aliás, ele aproveita-se disto e induz este tipo de práticas que são degenerativas na saúde democrática», começa por dizer.

Leia mais: há ou não há Alexandre Frota NA TVI?

 

«Este nosso telepresidente fez-se presidente, mas parece que quer continuar como antes de ser eleito», afirma. «Estou cansado de um presidente de afetos, um presidente é para tomar decisões difíceis», responde, depois de Goucha referir que «os portugueses gostam» de Marcelo Rebelo de Sousa.

 

«Está a falhar na preparação da cidadania»

«O estado de direito português está a falhar na preparação da cidadania. Nós vemos aí vociferações frenéticas, histéricas contra coisas individuais. Algumas motivadas por ódios pessoais ou políticos e não [por] análises e confrontos de ideias», começa por afirmar.

Indignado com a reação pública, o eurodeputado defende o confronto de ideias. «A pergunta que eu deixo aos telespectadores da TVI: Mário Machado foi o único que cometeu atos de violência contra pessoas por razões políticas e ideológicas neste país, em democracia? Não houve atentados à bomba? Não houve pessoas que mataram? Essas pessoas estão aí, algumas vêm aqui à televisão e ninguém vocifera, ninguém diz nada», continua.

Veja ainda: E, ao segundo dia, CRISTINA ROUBA AINDA MAIS telespectadores à TVI!

 

Mário Machado foi condenado a quatro anos e três meses de prisão, mas Marinho Pinto considera que existe «muita hipocrisia nisto». Apesar da «histeria», o eurodeputado defende que é necessário dar voz a todos os pontos de vista. «A democracia defende-se não utilizando os mesmos métodos dos inimigos da democracia. É no debate das ideias. Um democrata não pode usar contra um fascista, em democracia, o mesmo que o fascista, no fascismo, fazia contra os democratas», termina.

Veja o vídeo aqui.

Texto: Redação WIN – Conteúdos digitais/ Fotos: Impala e Redes Sociais

PUB
Top