Negócio fechado! Mário Ferreira compra 30% da TVI por 10 milhões de euros

Mário Ferreira fechou acordo para a compra de 30,22% da Media Capital. Empresário portuense torna-se o segundo maior acionista da empresa detentora da TVI.

14 Mai 2020 | 18:39
-A +A

A saga da venda da Media Capital, empresa detentora da TVI, parece ter fim à vista. Depois do negócio falhado com a Cofina, eis que o acordo com Mário Ferreira está fechado.

O empresário portuense, dono da Douro Azul, assegura a compra de 30,22% da Media Capital, que detém TVI, TVI24, Rádio Comercial e a produtora Plural. O acordo foi fechado esta quinta-feira, 14 de maio, e comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários. A fatia deste bolo vai custar ao empresário 10,5 milhões de euros. 

Mário Ferreira torna-se desta forma o segundo maior acionista da Media Capital, continuando os espanhóis da Prisa como acionistas maioritários com 64,47%. As negociações entre Mário Ferreira e a Prisa foram confirmadas no passado dia 24 de abril, em comunicado emitido pela empresa espanhola.

 

Negócio falhado entre Cofina e TVI

A 11 de março, a Cofina, empresa detentora do Correio da Manhã e da CMTV, colocava um ponto final na tentativa de compra da Media Capital. O negócio de aquisição da Media Capital, que tutela a TVI, caía por terra por a Cofina não ter alcançado o aumento de capital de 85 milhões de euros. A 12 de março, um dia depois de a decisão ter sido comunicada, soube-se que o grupo que detém o Correio da Manhã e a CMTV conseguiu um investimento de 82,1 milhões de euros, correspondentes a 182 milhões de de novas ações.

Por subscrever ficaram, por isso, cerca de 3% de novas ações. Ou seja, o aumento de capital de 85 milhões de euros pretendido pela empresa liderada por Paulo Fernandes falhou por 2,9 milhões de euros.

 

Texto: Raquel Costa e Dúlio Silva | Fotos: Arquivo Impala e DR

 

Veja mais:
Cofina desistiu da compra da TVI por menos de três milhões de euros
Empresário do norte pronto para «fazer uma coisa com piada» com a TVI

PUB