Mas afinal, o que aconteceu REALMENTE a Maddie?

Saiba como termina o último episódio da série da Netflix sobre o desaparecimento de Madeleine McCann.

22 Mar 2019 | 22:50
-A +A

No último episódio de O Desaparecimento de Madeleine McCann, podemos ver o contra ataque de Robert Murat, primeiro suspeito do caso e investigado tanto pela Polícia Judiciária como pelos detectives. Louis Charalambous é o advogado que defende o britânico. Robert foi interrogado pela Polícia. Revistaram-lhe a casa inúmeras vezes, foi constituído arguido, chamado de pedófilo, perseguido por detectives e muito mais. «Não estava nada preparado para lidar com aquilo. Estava desnorteado mas sabia que tinha de limpar a sua reputação e descobrir a verdade», conta o advogado.

Veja também: Maddie McCann e Joana Cipriano RAPTADAS pelas mesmas pessoas?

 

Papel dos Media no caso do desaparecimento de Madeleine questionado pelos McCann

Murat enfrentou 11 jornais e um canal de televisão. Só da TVI recebeu 20 mil euros de indemnização. Também os sete amigos que passavam férias com Kate e Gerry McCann quando a filha desapareceu receberam indemnizações da Express Newspapers por difamação. O grupo recebeu um total de 375 mil libras por terem insinuado que encobriu factos sobre o desaparecimento de Maddie. O dinheiro foi depois reencaminhado para a campanha de busca por Maddie. Mais tarde, os pais de Madeleine McCann apresentaram provas ao Inquérito Leveson, que investiga a qualidade dos jornais britânicos, iniciando uma discussão sobre o papel dos media no caso.

Saiba mais aqui

PUB
Top