Médico que “atacou” Cristina volta a “disparar”: “Péssimo exemplo a toda a população”

Gustavo Carona arrasou os programas de televisão. Cristina Ferreira já foi visada uma vez e volta a estar na “mira” do médico.

14 Fev 2021 | 8:00
-A +A

Gustavo Carona, o médico que se tornou viral pelo seu testemunho arrepiante no direto de “Como é Que o Bicho Mexe?” de Bruno Nogueira, e que atacou Cristina Ferreira, publicou um texto alarmante e arrasou os programas de televisão com duras críticas, através da sua conta oficial do Instagram, nesta sexta-feira, dia 13 de fevereiro.

“Parem de fingir que a pandemia não existe! Usem máscaras!”, começou por escrever.

“Eu compreendo que quem vive da imagem e da comunicação perca muito quando se lhe tapam metade da cara, mas o que está em causa em termos de vidas, e economia vale muito mais do que meia cara, e as pessoas só aprendem o que veem”, acrescentou.

“A nossa aprendizagem vem essencialmente do que vemos”

O médico Gustavo Carona esclareceu que as pessoas têm a inclinação de copiar os gestos dos outros. Nesse sentido, se o telespectador vê representado no ecrã indivíduos sem máscara, poderá ter a tendência de fazer a mesma coisa: “A nossa aprendizagem vem essencialmente do que vemos, dos exemplos e das emoções que geram em nós. Não adianta dizer para se usar máscaras se o estiverem a dizer sem máscara, a não ser que estejam num estúdio sozinhos.”

Ainda, segundo o profissional de saúde, que comoveu centenas de seguidores com o seu depoimento com base no terror com que tem lidado nos hospitais devido à pandemia, na televisão não há “segurança”. “Na televisão, além de estarem a trabalhar sem segurança, por estarem num espaço fechado sem máscara, estão a dar um péssimo exemplo a toda a população que continua a ver os seus exemplos com a cara completa. Não adianta entrevistas cientistas, médicos, desempregados e sem abrigo se vocês não atuam em conformidade do que estão a pedir à sociedade para que esta pandemia seja um mal menor”, atirou.

“Parem de fingir que a pandemia não existe”

E continuou: “Dá para fazer entrevistas com máscara, não custa nada. Se alguém está a cantar pode ser uma exceção, mas os músicos e as bailarinas podem por máscara que não perdem a sua arte. As telenovelas podiam também adaptar-se ao planeta em que vivemos hoje e se não em todas as cenas, na grande maioria deveriam usar máscaras como na vida real. Não é esse o objetivo, imitar a vida real?”

Em jeito de alerta, Gustavo Carona rematou e reforçou: “Parem de fingir que a pandemia não existe. Não há beleza que pague vidas.”

Texto: Carolina Sousa; Fotos: Redes Sociais
Leia também:
Médico dá nega a Cristina Ferreira: “Não estou interessado em contribuir para novelas”

 

PUB
Top