Meghan Markle pediu para mandar na revista de moda mais conceituada do mundo

Meghan Markle é a editora convidada da edição de Setembro da revista Vogue. A duquesa de Sussex revela que pediu para assumir esse papel.

30 Jul 2019 | 17:11
-A +A

O que Meghan quer, Meghan tem. A mulher do príncipe Harry tomou as rédeas da edição de setembro da Vogue britânica, publicação com 103 anos e filial da mais importante revista de moda do mundo.

Três anos depois de Kate Middleton ter sido capa da edição do 100º aniversário da Vogue Reino Unido, é a vez da duquesa de Sussex assumir o papel de diretora convidada. A edição de Setembro (a mais importante da Vogue, por reunir o maior número de páginas de publicidade e apresentar propostas de moda e beleza para a estação fria) vai para as bancas a 2 de agosto e, dias antes, já é possível ler o editorial escrito pela pena de Meghan.

E é precisamente nesse editorial que a ex-atriz revela os pormenores de todo o processo, que começou em janeiro passado. «Sentei-me para beber uma chávena de chá com o diretor executivo da Vogue, Edward Enninful», começa por contar Meghan.

 

View this post on Instagram

 

To watch the full #ForcesForChange video for the September Issue of @BritishVogue, guest edited by The Duchess of Sussex, please visit our IGTV. Her Royal Highness is the first Guest Editor for British Vogue’s September Issue and for the last seven months has worked to create an issue of inclusivity and inspiration, focusing on what connects us rather than what divides us. Fifteen women were chosen for the cover including New Zealand Prime Minister Jacinda Ardern, who generously lent her time to support The Duchess in this important issue. The women first met last autumn during Their Royal Highness’ official tour of New Zealand. Above, PM Ardern says: “One change that I’ve noticed over the course of my career, is just how polarised the world is now. I do think there is a solution to that though, and that’s ultimately us coming back to the humanity that we all share.” Thank you PM Ardern for being an amazing force for change. For more details on this special project, please see previous post and stay tuned for more updates throughout the week.

A post shared by The Duke and Duchess of Sussex (@sussexroyal) on

A duquesa descreve um encontro como um «pow wow» (algo como um «bate-papo») e revela que descobriram que tinham em comum «o amor pela escrita». Meghan e Edward começaram a trocar mensagens e, a determinada altura, Meghan decidiu arriscar e perguntar:

«Edward… em vez de fazer a capa, estarias aberto à ideia de eu ser editora convidada da edição de setembro?». A resposta, por sms, não tardou e, assim, começou a desenhar-se a ideia. Meghan escolheu 15 mulheres influentes para surgirem na capa da edição de setembro da Vogue, entre as quais a ex-primeira dama norte-americana Michelle Obama, Jane Fonda, Jarcinta Ardern, primeira-ministra da Nova Zelândia e Laverne Cox, atriz transgénero.

 

View this post on Instagram

 

We are proud to announce that Her Royal Highness, The Duchess of Sussex is the Guest Editor for the September issue of @BritishVogue. For the past seven months, The Duchess has curated the content with British Vogue’s Editor-in-Chief Edward Enninful to create an issue that highlights the power of the collective. They have named the issue: “Forces for Change” For the cover, The Duchess chose a diverse selection of women from all walks of life, each driving impact and raising the bar for equality, kindness, justice and open mindedness. The sixteenth space on the cover, a mirror, was included so that when you hold the issue in your hands, you see yourself as part of this collective. The women on the cover include: @AdwoaAboah @AdutAkech @SomaliBoxer @JacindaArdern @TheSineadBurke @Gemma_Chan @LaverneCox @JaneFonda @SalmaHayek @FrankieGoesToHayward @JameelaJamilOfficial @Chimamanda_Adichie @YaraShahidi @GretaThunberg @CTurlington We are excited to announce that within the issue you’ll find: an exclusive interview between The Duchess and former First Lady of the United States Michelle Obama, a candid conversation between The Duke of Sussex and Dr Jane Goodall, inspirational articles written by Brené Brown, Jameela Jamil and many others. Equally, you’ll find grassroots organisations and incredible trailblazers working tirelessly behind the scenes to change the world for the better. • “Guest Editing the September issue of British Vogue has been rewarding, educational and inspiring. To deep dive into this process, working quietly behind the scenes for so many months, I am happy to now be able to share what we have created. A huge thanks to all of the friends who supported me in this endeavour, lending their time and energy to help within these pages and on the cover. Thank you for saying “Yes!” – and to Edward, thank you for this wonderful opportunity.” – The Duchess of Sussex #ForcesForChange

A post shared by The Duke and Duchess of Sussex (@sussexroyal) on

Arrasada nas redes sociais por excluir rainha Isabel II

No entanto, nem tudo são rosas para a diretora Meghan Markle. Nas redes sociais, vários internautas criticaram o facto de a duquesa de Cambridge não ter incluído a rainha Isabel II na lista apelidada «Forças para a Mudança».

«Ligeiramente surpreendido pelo facto de a mulher mais admirada no mundo esteja ausenta da lista: Sua Majestade, a Rainha», escreve um internauta. «De todas as mulheres que Meghan Markle selecionou, não escolheu a Rainha. A feminista original. Toda a gente pode aprender imenso com ela e, no entanto, Meghan recusa ouvi-la».

Mas as críticas não se ficam por aqui. Há também quem critique a falta de diversidade de profissões, uma vez que Meghan elegeu mulheres essencialmente ligadas à política, às artes e ao mundo das celebridades. «Não foi apenas a Rainha que ficou de fora. Por exemplo uma médica, uma enfermeira, uma professora, uma advogada, tantas mulheres que poderiam contribuir para a nossa sociedade de tantas formas diferentes».

 

Texto: Raquel Costa | Fotos: Reuters

 

Veja mais:
Segredo de Meghan Markle para proteger o filho custa 11 euros!
Vizinhos de Harry e Meghan nem sequer podem tocar nos cães dos duques!

 

 

PUB
Top