Mel Jordão defende-se: Diogo Piçarra e namorada acusados de não apoiarem Angélica Jordão

Mel Jordão revelou que ela e Diogo Piçarra foram acusados não dar apoio suficiente a Angélica Jordão, que continua a sofrer com o furto da urna da filha. A maquilhadora lançou farpas aos críticos.

04 Jun 2021 | 19:30
-A +A

Angélica Jordão continua em sofrimento pelo furto da urna da sua filha, na sequência de um assalto ao carro da amiga Sofia Sousa. O caso motivou uma onda de solidariedade entre anónimos e figuras públicas mas a irmã, Mel Jordão, e o namorado desta, Diogo Piçarra, foram acusados de não apoiarem a ex-concorrente de “A Quinta”. Foi a própria maquilhadora a expor as críticas de que o casal foi alvo.

Recentemente, Mel Jordão recorreu ao InstaStories, ferramenta do Instagram, para falar da decisão radical de Angélica Jordão de afastar-se temporariamente das redes sociais. “A minha irmã vai sair da Internet por uns tempos, viver a vida fora daqui, porque é fora daqui que se vive. A Internet é muito boa, mas também é muito tóxica e sempre foi esse o meu receio: que isto tomasse proporções que ela não conseguisse controlar”, escreveu, referindo-se às mensagens de teor falso que a ex-participante do reality show da TVI foi recebendo de pessoas que diziam ter ou saber quem tem os restos mortais da filha.

“Conheço-a e sei o estado frágil em que se encontra”, disse a namorada de Diogo Piçarra, justificando o afastamento da irmã das redes sociais. “Também conheço bem a Internet e houve pessoas boas que a apoiaram, mas houve outras bem piores que a deitaram ainda mais abaixo. Porém, tive conhecimento de alguns comentários de pessoas que conheço nos grupos de amigos que disseram que eu e o Diogo [Piçarra] não apoiámos o suficiente”, denunciou.

Mel Jordão justificou-se: “Há pessoas que se sentem bem em vir para aqui e desabafar sobre a vida. Eu prefiro guardar para mim e partilhá-lo apenas com o meu núcleo.”

 

Mel Jordão: “A Lua estará sempre no coração da minha irmã”

 

Voltando-se para o cerne da questão, a maquilhadora disse “ainda acreditar” que a urna seja entregue pelos assaltantes a Angélica Jordão. “Quando tudo acalmar nas redes sociais, quando tudo serenar, elas [as cinzas] vão aparecer. Dá-me força acreditar nisto”, vincou a também jurada do talent show da TVI “All Together Now”.

“A minha irmã vai ter de desligar-se das redes sociais, porque infelizmente isto tomou proporções que não queríamos e que não trazem a Lua de volta. Acredito que a Lua estará sempre no coração da minha irmã. Claro que agradecemos a quem partilhou. Tentaram ajudar da melhor forma que conseguiram, mas agora só pedimos paz”, prosseguiu, rematando com uma farpa aos críticos: “E a quem andou por aí a comentar… Vocês são perfeitos e sabem tudo, não é, meus lírios do vale?”

 

Angélica Jordão perdeu a filha às 23 semanas de gestação

 

Angélica Jordão, recorde-se, perdeu a filha, a quem ia dar o nome de Lua, às 23 semanas de gestaçãoDepois de tornar o caso público no programa “Dois às 10”, também da TVI, a jovem conseguiu ter acesso aos restos mortais da bebé, podendo, assim, fazer-lhe um funeral e, por conseguinte, o luto.

Contudo, no passado fim de semana, tudo mudou quando a viatura de Sofia Sousa, ex-concorrente da “Casa dos Segredos” e do “Big Brother” e amiga de Angélica Jordão, ter sido assaltada em Vila Nova de Gaia. A urna encontrava-se no veículo e acabou por ser levada pelos assaltantes.

 

Texto: Dúlio Silva; Fotos: reprodução redes sociais

PUB
Top