Menino que recebeu abraço de Ronaldo: «se não tivesse parado, não estava aqui agora»

Eduardo Moreira, de 11 anos, foi diagnosticado com leucemia quando tinha pouco mais de um ano. O menino só queria ser abraçado por Cristiano Ronaldo…e conseguiu.

13 Jun 2019 | 17:30
-A +A

Eduardo Moreira, de 11 anos, comoveu Cristiano Ronaldo no sábado passado, dia 9 de junho, à porta do estádio do Bessa. O menino foi diagnosticado com leucemia quando tinha pouco mais de um ano. Aos dois, recebeu um primeiro transplante de medula óssea. Entretanto, acabou por contrair a chamada Doença do Enxerto do Hospedeiro, uma bactéria no sangue que afeta a imunidade dos órgãos e para a qual não há cura. Mais tarde foi diagnosticado com uma outra patologia, que faz com que tenha os pulmões semelhantes aos de um idoso de 80 anos. A máquina de oxigénio é a sua maior aliada. Toma no mínimo cinco comprimidos por dia e três xaropes.

Eduardo estava à porta do estádio com um cartaz: «Cristiano, dá-me um abraço». O craque português mandou parar o autocarro da Seleção Nacional e concedeu-lhe o desejo. O menino foi convidado de Maria Cerqueira Gomes e Manuel Luís Goucha no Você na TV!, TVI, desta quinta-feira, dia 13 de junho, e contou como tudo aconteceu.

«Se o autocarro não parasse eu não estava aqui agora a falar»

Sempre bem disposto e com um sorriso contagiante, Eduardo recorda o momento em que Cristiano Ronaldo o abraçou. O menino revela que a decisão de irem ao estádio do Bessa após o treino da Seleção Nacional surgiu no próprio dia e que quase não iam conseguindo chegar a tempo, devido às suas limitações.

«Quando chegamos já as pessoas estavam a arrumar porque o autocarro ia partir. Eu e o meu pai metemos-nos à frente. Se o autocarro não tivesse parado eu não estava aqui agora a falar…ia sendo atropelado», começa por revelar Eduardo.

O menino só queria um abraço do melhor do Mundo e coneguiu. A experiência foi de tal forma emocionante que o rapaz só se lembra de ter olhado para o rosto do capitão da equipa das Quinas. «Quando o autocarro da seleção parou pensei: ‘Será que estou a ver bem?’, é que eu vejo um bocado mal. Entretanto subi as escadas, olhei para a cara do Cristiano Ronaldo e já não me lembro de mais nada», afirma Eduardo entre risos.

Veja também:
Tudo sobre o menino com leucemia que comoveu Cristiano Ronaldo!
Texto: Redação WIN – Conteúdos Digitais; Fotos: redes sociais

 

PUB
Top