Micaela é condenada e terá de pagar uma indemnização de 20 mil euros

A cantora Micaela foi condenada em tribunal por danos morais e terá de pagar uma indemnização a Carlos Quaresma. Cantora declarou insolvência

02 Set 2021 | 13:55
-A +A

Micaela está a ver-se a braços com a justiça. A cantora foi condenada em tribunal por danos morais e terá de pagar uma indemnização a Carlos Quaresma. A “guerra em tribunal” dura há anos. Em lágrimas, a cantora propôs fazer o pagamento a conta-gotas.

Esta “guerra já tem anos” e aconteceu depois de Micaela, de 43 anos, ter chamado de “burlão”, “arquiteto e autor de uma trama fraudulenta, ilícita e ilegal” ao emigrante Carlos Quaresma. O queixoso ficou conhecido depois de se candidatar a umas eleições a Benfica e as acusações prendem-se com a pretensão de extorquir dinheiro a várias autarquias, em várias ações solidárias como o envio de material ortopédico oriundo da Suécia.

O caso já tinha ido a tribunal em 2018, com a cantora a ser condenada e a ter de pagar a Carlos Quaresma 20 mil euros de indemnização por “ofensas ao bom nome, honra e consideração do autor”. Valor esse que não foi pago.

Segundo a TV Guia, Micaela terá pedido ao tribunal de Setúbal, no passado dia 13 de agosto, “insolvência pessoal singular”, “com pedido de exoneração do passivo restante”.
Micaela pediu insolvência

Ao que parece o pedido de insolvência foi aceite e será procurada uma solução para o total de dívidas de quase 100 mil euros. A cantora alega não ter meios financeiros suficientes para proceder ao pagamento das obrigações vencidas”.

Segundo a mesma publicação, a advogada de Micaela argumenta que “desde 2013, a requerente nunca mais conseguiu erguer a sua carreira”. A advogada vai mais longe: “A sua imagem está deveras manchada no meio artístico, por todas as notícias que aquele exequente [Carlos Quaresma] faz questão de chegar à comunicação social (…) É verdade que a requerente é devedora, mas não é menos verdade que tudo tem feito para reerguer a carreira, o que não consegue”, sublinha.

 

Texto: Ana Lúcia Sousa, Fotos: redes sociais e D.R. 

PUB