Milagre na Tailândia! Jovens e treinador já estão a salvo!

Dezassete dias depois de terem ficado retidos, os 12 rapazes e o treinador foram resgatados. Uma operação delicada que foi acompanhada a par e passo nos quatro cantos do mundo.

10 Jul 2018 | 14:49
-A +A

Já foram resgatados o último jovem e o treinador da gruta em Mae Sai, na Tailândia. A operação de salvamento do grupo de 12 jovens e o treinador de futebol terminou com todas vítimas a salvo e bem de saúde.

A terceira e última fase da missão começou esta terça-feira às (02:00 em Lisboa) e acabou por volta do 12h00 (em Portugal Continental).

Apesar de estarem generalidade «bem de saúde», os 12 jovens mais o treinador encontram-se numa unidade hospitalar e terão de ficar internados pelo menos durante mais uma semana. O Ministro da Saúde tailandês já afirmou que os menores não poderão ir ao Mundial – prenda oferecida pela FIFA.

Um responsável da área de saúde confirmou que duas das crianças estão a ser tratadas, após apresentarem sinais de pneumonia. Todos os rapazes terão de usar óculos escuros nos próximos tempos, para se habituarem à luz novamente.

Chuvas e falta de oxigénio preocuparam equipa de salvamento

Este era o cenário que as autoridades tailandesas recearam durante esta manhã, o que acabou por colocar mais pressão ainda na missão dos mergulhadores. Nesta terceira fase chegavam constantemente informações sobre a descida na percentagem de oxigénio no ar no complexo subterrâneo da Doi Nang Non, que se estende por quatro quilómetros, com água a atingir o teto em algumas secções.

No domingo também choveu bastante, mas na segunda-feira o chefe da célula de crise afirmou que tal não alterara o nível da água na gruta. Esta terça-feira choveu toda a madrugada e início da manhã no local onde decorrem as operações de socorro.

As declarações de Narongsak Osottanakorn foram realizadas na conferência que serviu para confirmar o resgate de mais quatro crianças, a suspensão dos trabalhos de salvamento e o reinício das operações esta manhã em Mae Sai.

 

Oito jovens resgatados nos primeiros dois dias e quatro, mais o treinador, no último dia de salvamento
O Narongsak agradeceu o esforço das mais de cem pessoas envolvidas na operação de salvamento. Narongsak disse ainda que o primeiro-ministro da Tailândia, Prayut Chan-O-Cha, que se deslocou à zona da gruta na segunda-feira, já visitou os oito rapazes no hospital.

«Todos podemos ficar contentes, mas a missão ainda não terminou»

Os 12 rapazes e o treinador foram explorar a gruta depois de um jogo de futebol no dia 23 de junho.

Na altura, as inundações resultantes das monções bloquearam-lhes a saída e impediram que as equipas de resgate os encontrassem durante nove dias, uma vez que o acesso ao local só é possível via mergulho através de túneis escuros e estreitos, cheios de água turva e correntes fortes.

Fotos: Reuters

PUB
Top