Mónica Sofia passa momento difícil: «Ele vai estar sempre no meu coração»

A modelo perdeu o pai, mas prefere acreditar que ele «está a fazer uma viagem». De luto e a dedicar-se aos seus projetos, escolheu preservar os filhos de toda a informação acerca da doença do avô.

06 Out 2019 | 17:10
-A +A

Mónica Sofia acompanhou de perto a evolução da doença que levou ao falecimento do seu pai, em agosto. João Branco, de 62 anos, não resistiu ao cancro que se iniciou, em dezembro do ano passado, na metástase no pescoço, numa zona entre a cervical e a carótida, mas que rapidamente se espalhou para outras zonas do corpo.

De luto, a empresária passa uma fase penosa, com a perda do ente querido. «Nunca se pensa neste tipo de problemas e nunca se deseja. É viver o dia-a-dia», confessou, em exclusivo, à TV 7 Dias. Na tentativa de se habituar à ausência parental, a modelo moldou o pensamento que o progenitor «está algures, a fazer uma viagem, a passar férias, está noutra parte do Mundo, que não é aqui ao meu lado, mas ele vai estar sempre no meu coração», acrescentou.

À nossa revista, a manequim defendeu o pai como sendo um avô sempre presente para os filhos, Mia e Kenzo. Para protegê-los da infeliz partida, a mulher de Rubim decidiu apenas informá-los do essencial. «O meu pai esteve doente durante algum tempo. Tentei poupá-los de pormenores. Eles sabem que ele partiu, mas tentámos não fazer disso uma história triste, eles são muito pequenos, queremos que eles se recordem com felicidade e não com tristeza», confidenciou à margem dos Troféus Impala de Televisão 2019.

Para já, Mónica Sofia «tenta pensar nas coisas boas e não pensar que ele [N.R.: o pai] não está cá», adianta. Neste momento, está a dedicar-se a 100 por cento à família e aos seus projetos em comum com o marido.

 

Com saudades da televisão

 

Depois da participação no reality show Quinta das Celebridades, Mónica Sofia afirma que «o bichinho da televisão nunca desaparece». A empresária gostaria que o seu regresso fosse marcado com «uma novela, um programa mais social, alguma coisa de entretenimento, talvez até um programa relacionado com desporto. Pode ser que voltem os Jogos Sem Fronteiras», remata.

 

Textos: Carolina Sousa e Maria Inês Gomes | Fotografias: Impala e reprodução redes sociais

PUB
Top