Morreu o ator António Cordeiro. Tinha 61 anos e lutava contra doença rara (ÚLTIMA HORA)

António Cordeiro morreu, este sábado, aos 61 anos. O ator lutava desde 2017 contra Paralisia Supranuclear Progressiva, uma doença rara, degenerativa e incurável.

30 Jan 2021 | 20:57
-A +A

O ator António Cordeiro morreu, este sábado, aos 61 anos, confirmou à TV 7 Dias uma fonte próxima da família. Segundo a nossa revista conseguiu apurar, o ator tinha sido internado, no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, na manhã desta sexta-feira. “Ele estava muito fraquinho”, dizem-nos.

António Cordeiro sofria desde 2017 de Paralisia Supranuclear Progressiva, uma doença rara, incurável e degenerativa. Pelo estado avançado da doença, foi viver para a Casa do Artista em março do ano passado.

A atriz Isabel Medina já reagiu ao desaparecimento do ator.Querido António Cordeiro. Descansa na luz e em paz. Obrigada por teres cruzado o meu caminho e até sempre. Querida, maravilhosa Lena, abençoada sejas, pelo teu amor e dedicação, sempre de sorriso pronto. O António teve uma grande companheira!”, escreveu, nas redes sociais.

 

Querido António Cordeiro. Descansa na Luz e em Paz. Obrigada por teres cruzado o meu caminho e até sempre.
Querida,…

Publicado por Isabel Medina em Sábado, 30 de janeiro de 2021

 

Alexandra Lencastre partilhou as palavras da colega de profissão para assinalar a morte de António Cordeiro. “Querida Isabel… Escreves o que sinto”, pode ler-se.

 

 

“O António foi um grande amigo. Foi muito importante para mim. Aprendi muito sobre a profissão e, mais importante do que isso, sobre a vida. Tive a minha estreia em teatro com ele, ajudou-me, segurou-me, divertiu-me, ensinou-me a relativizar, jantámos, bebemos cervejas, chorámos, rimos muito, abraçou-me tanto”, escreveu, por sua vez, o ator Afonso Pimentel.

“Ensinou-me de música e arrancou-me de casa com a sua guerreira Lena e obrigou-me a aprender a gostar de sushi. Sempre a fazer-me sentir mais e melhor. Era um puto preso num corpo de Homem. Um corpo que o traiu e o foi limitando”, acrescentou.

Desolado, Afonso Pimentel rematou: “O meu Cordeiro partiu hoje. Escrevo na esperança de aliviar o nó que tenho. O António foi um amigo tão importante. Tenho medo de ele não ter sabido o quanto. Eu gostava de ter sido mais.”

 

 

“Querido António. Obrigado por tudo, pela amizade, pelos sábios conselhos, por acreditares em mim, pelo sentido de humor, pelo teu talento e trabalho”, agradeceu o ator Miguel Costa, concluindo: “Descansa em paz.”

 

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Miguel Costa (@miguelcostaactor)

 

“É sempre assim que me vou lembrar de ti: bem-disposto, malandro, divertido, sempre com uma história para contar. Mas amigo, protetor, preocupado, companheiro. Obrigada por teres estado comigo no Palco e na Vida. Beijinho, António Cordeiro”, despediu-se a atriz Maria Henrique.

 

 

António Cordeiro não deixa filhos. Estava afastado da representação desde há três anos, altura em que integrou o elenco da novela “Espelho d’Água”, da SIC.

 

A TV 7 Dias acompanhou de perto a evolução da doença degenerativa que atingiu o ator. Recorde as nossas reportagens ao longo do último ano e meio:

 

De capacete em casa. Doença rara de António Cordeiro deixa mulher perto de esgotamento (publicada originalmente em setembro de 2019)
Entrevista ao médico de António Cordeiro: “A esperança média de vida anda na casa dos nove anos” (publicada originalmente em setembro de 2019)
Mulher de António Cordeiro: “Não sei até quando consigo aguentar isto” (publicada originalmente em setembro de 2019)

 

Texto: Andreia Costinha de Miranda e Dúlio Silva; Fotos: Arquivo Impala

PUB
Top