Morte de jornalista deixa país em choque

O comunicador lutava contra um cancro há quatro meses.

18 Set 2017 | 11:04
-A +A

Marcelo Rezende, um dos jornalistas e apresentadores mais queridos do Brasil, morreu no passado sábado, dia 16 de setembro.  Aos 65 anos, este grande nome da comunicação lutava contra um cancro no pâncreas e no fígado desde maio deste ano, mas foi uma pneumonia que o levou ao internamento no Hospital Moriah, no bairro de Moema, na zona sul de São Paulo, quatro dias antes da sua morte. 

Marcelo faleceu e deixou o Brasil a chorar. Uma das suas filhas, não quis deixar de prestar uma homenagem ao pai nas redes sociais. “E é assim que você será sempre lembrado, pai. A sua alegria, suas piadas, sua força, seu amor. Nossos momentos e tantas celebrações juntos. Hoje é só mais um dia de celebração, um ausência apenas física porque você sempre estará aqui. Te amo pra sempre”, escreveu.

O “adeus” à quimioterapia

Desde maio que o apresentador do “Cidade Alerta”, da Record, lutava contra a doença e nunca escondeu o que se passava com a sua saúde. Foi sempre dando a conhecer a sua luta aos milhões de fãs que tinha. E uma das questões mais comentadas dos últimos quatro meses foi o facto de Marcelo Rezende ter optado por desistir de fazer quimioterapia. O apresentador e jornalista chegou a ser chamado de cobarde. “Uma das coisas que me deixaram tristes foi quando desisti da medicina tradicional e algumas pessoas me chamaram de cobarde. Como posso ser cobarde se cada passo que eu dou é orientado pelo meu Pai? Foi a melhor decisão que tomei, não tomei porque eu quis, tomei porque Deus soberano mandou. Estou mais uma vez mostrando que estou me recuperando e que a cura está cada vez mais próxima. Dependo cada vez mais da sua oração. Que Deus nos proteja e nos abençoe”, disse Marcelo. Mas a cura não chegou!

Marcelo deixou o mundo a chorar a sua morte. 

Percorra a nossa galeria e veja algumas imagens de Marcelo Rezende.

 

Leia também:

 

 

 

PUB
Top