Coronavírus: Número de mortos duplica em Portugal em apenas 24 horas

Em apena 24 horas, o números de mortos por coronavírus em Portugal duplicou. São já 12 o número de vítimas mortais.

21 Mar 2020 | 12:37
coronavírus covid-19
-A +A

O número de pessoas infetadas por coronavírus tem aumentado de dia para dia, em Portugal e por todo o Mundo. Este sábado, 21 de março, foram divulgados novos números de infetados e mortos, resultado da pandemia que se vive. São já 1280 os casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus Covid-19 e 12 mortos em Portugal, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Há 1 059 casos suspeitos, que aguardam o resultado dos testes laboratoriais, e estão sob vigilância das autoridades de saúde 13 155 casos.

Por todo o Mundo são já mais de 245 mil os infetados e mais de 10 mil o número de mortos.

 

Pico de infeção por Covid-19 em Portugal está previsto para 14 de abril

Na conferencia de imprensa deste sábado, 21 de março, a ministra da Saúde referiu que o pico de infeção por Covid-19 em Portugal está previsto para 14 de abril. «De acordo com a evolução do número de casos Covid-19 em Portugal e e dos cálculos dos nossos especialistas estima-se que a data prevista para a ocorrência do pico da curva se situe à volta do dia 14 de abril», afirmou Marta Temido.

Já numa conferência anterior, a ministra da Saúde tinha afirmado que o pico da pandemia do Covid-19 está sempre dependente da resposta dos cidadãos, por isso, tem apelado à adoção de comportamentos responsáveis, que permitam combater a transmissão da doença.

«Nós sabemos que estamos na curva descendente, mas não sabemos quanto tempo é que esse movimento vai durar. Sabemos é que esse comportamento da curva depende da adesão de cada um de nós aos comportamentos adequados», afirmou aos jornalistas a governante.

 

Novo método de abordagem

Marta Temido referiu ainda que, a partir da próxima quinta-feira, haverá uma nova abordagem ao doente Covid-19. «O que se pretende é agilizar e reforçar a possibilidade» de mais doentes serem seguidos no domicílio, afirmou a ministra da Saúde, adiantando que os doentes que forem transferidos de hospitais ou unidades de saúde para lares devem ser realizar um teste antes de serem admitidos.

Texto: Marisa Simões e Carla S. Rodrigues; Fotos: DR

 

Leia ainda:
Coronavírus: Segunda vítima mortal é presidente do banco Santander
Coronavírus: Estes são os conselhos da Direção-Geral de Saúde que todos devem seguir

PUB
Top