Mulher de António Cordeiro responde a quem a acusa de despejar ator na Casa do Artista

Helena Almeida esteve no programa A Tarde é Sua e lá respondeu às pessoas que a acusam de ter «despejado» António Cordeiro na Casa do Artista, «agora que ele já não lhe serve para nada».

07 Abr 2020 | 10:10
-A +A

Diagnosticado com paralisia supranuclear progressiva, António Cordeiro foi internado na Casa do Artista para que a mulher pudesse recuperar de uma queda que deu em casa, enquanto ajudava o marido a mover-se. A notícia foi avançada, em primeira mão, pela TV 7 Dias, e foi motivo de conversa na emissão desta segunda-feira, dia 6 de abril, do programa A Tarde é Sua.

No vespertino da TVI, Helena Almeida abriu o coração a Fátima Lopes para falar sobre o drama que ela e o marido têm vivido, aproveitando ainda para se defender das críticas de que foi alvo por ter deixado o ator, de 60 anos, na instituição.

«Há aqui uma coisa que aconteceu e que sei que a magoou muito. E percebo perfeitamente. As pessoas acham que sabem o que se passa na vida dos outros e, portanto, criticaram-na muito por ter colocado o seu marido na Casa do Artista», começou por dizer a apresentadora.

«Despejado», corrigiu Helena Almeida, uma vez que foi esta a «expressão mais utilizada pelas pessoas». «Eu não li nada disso, Fátima. Eu fui ao Facebook – poucas vezes lá vou, só quando tenho algum tempo – e vejo um discurso da Filomena Cardinali a dizer: ‘Mas porque é que vocês não se metem nas vossas vidas? O que é que vocês sabem da Lena e do António?’ E eu pensei: ‘Espera lá, isto deve ser comigo’. Liguei-lhe: ‘Filomena, o que se passa?’ Ela diz-me: ‘Tu não tens ideia. Há uma data de malucas, que mais valia estarem a limpar a casa, que estão a dizer que tu despachaste o António para a Casa do Artista, porque ele agora já não te serve para nada’. Eu disse: ‘A sério, Filomena?’», contou.

A apresentadora interrompeu a convidada. «Eu fico sempre a pensar, mas digo-lhe isto de coração, que formação é que estas pessoas terão em termos de valores humanos? E ainda me preocupa mais uma coisa: o que reside no coração destas pessoas?». «Não sei», respondeu Helena.

«Eu tive a minha avó acamada. Bem sei como é que era a vida lá em casa para nos organizarmos. Os meus pais a trabalharem, a minha irmã estava fora, só estava eu, que estudava, para conseguirmos dar assistência. Era muito complicado e éramos várias pessoas. Se a cuidar está uma pessoa, que está com uma crise daquelas, que não se mexe, eu pergunto: ‘Qual é a solução?’ Chamam a isto despejar? Se calhar é encontrar uma solução com amor. Porque eu há pouco assisti à vossa videochamada e percebi o olhar de amor e de gratidão do António quando olha para si», atirou Fátima Lopes.

«Vou todas as semanas à Casa do Artista levar bolos, levar mimos. Não entro, porque as pessoas não me deixam entrar (devido ao plano de contingência ativado por causa da pandemia do novo coronavírus, razão pela qual António Cordeiro ainda se encontra na Casa do Artista)», responde a mulher do ator.

De acordo com Helena, António Cordeiro só ficou a saber desta situação infeliz no momento em que a mesma foi contada, em direto, no programa A Tarde é Sua. «A não ser que ele tenha visto no Facebook ou coisa assim, porque eu não lhe disse nada. Não há necessidade. Para que lhe vou dizer?», questionou. «Nos falamos para aí quatro ou cinco vezes por dia. Ele neste momento ouve, mas eu falo», contou ainda.

 

António Cordeiro sugeriu divórcio à mulher

 

«Tenho muita pena de não ter o António comigo em casa. Se alguém julga que eu me deito na minha cama, sozinha, e não olho para o lado e vejo que o António não está ali e que não penso que sinto a falta dele… Sinto. São muitos anos a viver com a mesma pessoa. Eu gostava de o ter em casa, mas sei que não é possível neste momento», frisou, com as lágrimas nos olhos.

«Onde é que tem dois minutos para olhar para si, para buscar essa força? Você é guerreira», atirou a anfitriã do programa da TVI. «Eu gostava que o António fosse um bocadinho como eu, que tivesse um bocadinho mais da minha garra», respondeu.

«Eu tive uma paralisia facial que me deixou sem falar. Eu lutei, lutei. Fiz tudo o que era possível. Porque a paralisia trouxe-me a nevralgia do trigémeo. Eram dores insuportáveis. Tive a paralisia facial do lado esquerdo, fiquei sem falar. Provocada pelo vírus do herpes. Demorou oito meses a recuperar. Mas eu não desisti. Isto foi há dez anos. Eu não sou de entregar os pontos. É para fazer? Vamos fazer!», confidenciou.

Por fim, a convidada de Fátima Lopes revelou que, quando soube do problema de saúde, António Cordeiro disse à mulher para se separarem. «Tu sabes o que vai acontecer, eu sei o que vai acontecer, portanto, está na altura de a gente se separar», disse.

«Agora é que me vou separar de ti? Então agora que a festa começou… Eu nas festas gosto de fechar a porta. Sou a última a sair. Não é agora que abandono o barco. Não! Vamos lá» respondeu-lhe a mulher. «O António não sabe muito bem lidar com as coisas», acrescentou Helena Almeida, em conversa com Fátima Lopes.

 

VEJA TAMBÉM:
António Cordeiro quase sufocou por duas vezes! Mulher viu-se obrigada a interná-lo
De capacete em casa. Doença António Cordeiro deixa mulher perto de esgotamento
Entrevista ao médico de António Cordeiro: «Esperança média de vida nos 9 anos»

 

Texto: Ivan Silva; Fotografias: Arquivo Impala

 

Pontos de Venda das Nossas Revistas:

 

PUB
Top