Mulher de chefe famoso APANHADA NA CAMA com jovem de 17 anos

Depois de Asia Argento ter negado envolvimento sexual com o ator Jimmy Bennett, quando este tinha apenas 17 anos, surgem agora fotografias e mensagens que contradizem a atriz.

22 Ago 2018 | 15:56
-A +A

Jimmy Bennett, de 17, acusou, Asia Argento, de 37, de agressão sexual em 2013 e de lhe ter pagado 380 mil dólares (cerca de 328 mil euros) para ficar calado.

A namorada do falecido chefe, Anthony Bourdain, que morreu dia 8 de junho, de 2018, negou esta terça-feira, 21, ter tido relações sexuais com o jovem, que na altura ainda era menor. No comunicado,  Asia admitiu que o pagamento foi feito por Anthony, apenas para evitar má publicidade.

«Anthony assumiu pessoalmente a tarefa de ajudar Bennet financeiramente, na condição de não voltarmos a sofrer intrusões na nossa vida», revelou a atriz.

LEIA: Anthony Bourdain: chef estrela de TV suicida-se aos 61 anos e deixa filha menor

Depois de Asia Argento ter emitido o comunicado em que negava as acusações de abuso sexual, o site TMZ avançou em exclusivo várias fotografias da atriz com Bennett e também trocas de mensagens de Asia com uma amiga que levantam algumas contradições.

Segundo o site, as fotografias foram tiradas num quarto de hotel, na California, em 2013, e é possível ver Argento e Bennett sem roupa, de cabeças encostadas.

Já na troca de mensagens, Asia, conta que foi ela a vítima. «Estava congelada. Ele estava em cima de mim. Depois disse-me que eu tinha sido a sua fantasia sexual desde os 12 anos», tendo posteriormente admitido: «Tive relações com ele e foi estranho. Não sabia que ele era menor até me enviar uma carta». 

Quando questionada pela amiga sobre as fotografias a companheira de Bourdain desvalorizou. «Conseguem ver-se as minhas mamas. Não prova nada», contou.

Em 2004, Asia Argento e Jimmy Bennett, foram mãe e filho num filme que Asia realizou e escreveu,The Heart Is Deceitful Above All Things.

VEJA MAIS: Atriz da SIC foi assediada sexualmente aos 10 anos

Asia Argento foi a primeira a denunciar abuso sexual

Asia é um das principais ativistas do movimento #METOO (movimento que surgiu em Hollywood depois de várias atrizes denunciarem vários casos de abusos e violência sexual) e foi uma das primeiras a acusar Harvey Weinstein, de abuso sexual. Em maio, de 2018, a atriz fez um discurso durante o Festival de Cannes, onde acusou o produtor de Hollywood de a ter agredido sexualmente e poucos meses depois, também ela está a ser acusada do mesmo

Esta acusação fez com que a atriz se tornasse uma inspiração para muitas outras mulheres que sofreram o mesmo, que agora se sentem desiludidas.

«Conheci a Asia Argento há dez meses. Temos em comum a dor compartilhada do assédio por Harvey Weinstein. Meu coração está partido. Vou continuar trabalhando a favor das vítimas em todos os lugares», escreveu Rose McGowan, uma das alegadas vítimas de Weinstein, no Twitter.

LEIA MAIS: Namorada de Anthony Bourdain reage a morte: «Estou destroçada»

Fotos: Reuters e Reprodução Instagram

PUB
Top