64 milhões de euros de indemnização: É quanto mulher que acusa Ronaldo de violação exige

Kathryn Mayorga, que acusa Cristiano Ronaldo de a ter violado num hotel em Las Vegas, em 2009, reivindica uma indemnização milionária.

29 Abr 2021 | 15:40
-A +A

Cristiano Ronaldo poderá ter de pagar uma nova indemnização a Kathryn Mayorga. A norte-americana, que acusa o craque de a ter violado em 2009, num quarto de hotel em Las Vegas, nos Estados Unidos, reclama agora 64 milhões de euros e pretende avançar com uma nova ação judicial.

A notícia é avançada pelo jornal britânico “Mirror” nesta quarta-feira, dia 28 de abril, que afirma que a ex-modelo exige que o jogador da Juventus lhe pague cerca 20 milhões de euros por “dores e sofrimentos do passado”, 20 milhões por “dores e sofrimentos futuros”, e outros 20 milhões de euros por danos punitivos. O restante valor que compõe os 64 milhões corresponde às despesas de advogados.

Ronaldo apresentou 60 testemunhas

Katrhyn Mayorga conheceu Cristiano Ronaldo em 2009, em Las Vegas. A norte-americana diz que o jogador a violou num quarto de hotel, acusação que o craque sempre negou. No ano seguinte, em 2010, a ex-modelo assinou um acordo de confidencialidade extrajudicial no valor de 324 mil euros, mas anos depois mudou de ideias e decidiu levar o craque à Justiça, alegando que, quando assinou o referido acordo não estava bem psicologicamente.

O atleta internacional sempre manteve a sua posição e nega todas as acusações. Afirmou que a violação é “um crime abominável” e apresentou cerca de 60 testemunhas para depor a seu favor.

Texto: Carolina Sousa; Fotos: Redes Sociais
Leia também:
Imóvel vale 2,5 milhões: Cristiano Ronaldo oferece moradia de luxo a Georgina Rodríguez

PUB
Top