Música para os ouvidos da TVI: Estreia de “The Voice Kids” não derruba “Big Brother”

A gala de “Big Brother” voltou a ser líder de audiências, mesmo com a estreia de “The Voice Kids” na RTP1. Vice-líder no horário com “A Máscara”, a SIC conseguiu ser o canal mais visto do dia.

11 Jan 2021 | 18:00
-A +A

Em mais uma noite de música na RTP1, desta vez com a estreia da segunda edição de “The Voice Kids”, a TVI ganhou a batalha entre os grandes programas de entretenimento na televisão aberta. A gala de “Big Brother – Duplo Impacto” reuniu a preferência dos telespectadores e foi líder de audiências.

Em média, o reality show apresentado por Teresa Guilherme e Cláudio Ramos foi acompanhado por 1 milhão e 13 mil espectadores, tendo registado 23,9% de quota de mercado. Durante a transmissão da gala, que terminou com Anuska a ser eliminada e quatro novos nomeados, a RTP1 foi a terceira escolha do público e a SIC agarrou o segundo lugar, com “Isto é Gozar Com Quem Trabalha”, conduzido por Ricardo Araújo Pereira, e mais uma emissão de “A Máscara”.

No que diz respeito ao concurso apresentado por João Manzarra, em que se descobriu que a cantora Mónica Sintra era a figura pública que se escondia por detrás da máscara do Tigre, este alcançou uma audiência média de 897 mil e 100 espectadores e 22,8% de share.

 

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por SIC (@sicoficial)

 

Em terceiro lugar nesta luta, o arranque de “The Voice Kids”. Com Catarina Furtado como anfitriã, a nova edição do talent show com crianças como concorrentes captou a atenção de uma média de 961 mil e 300 espectadores, com 18,9% de quota de mercado.

 

SIC vence o dia… à rasca

 

Apesar desta guerra, os três primeiros lugares da tabela dos programais mais vistos deste domingo são ocupados por outros três formatos da SIC: “Jornal da Noite” e as duas partes de “Isto é Gozar Com Quem Trabalha”.

Números que contribuíram para que, mesmo que à rasca, a SIC vencesse o dia em audiências, com 18,3% de share. A TVI surge logo atrás, com 18% de quota de mercado, e a RTP1 mais distante, com 10,7%.

 

Texto: Dúlio Silva; Fotos: reprodução redes sociais

PUB
Top