Namorada de Diogo Piçarra é arrasada e Luís Borges sai em sua defesa

A namorada de Diogo Piçarra, Mel Jordão, foi alvo de críticas por não amamentar a filha. Luís Borges defendeu-a e a até a própria maquilhadora respondeu ao julgamento.

03 Dez 2020 | 17:31
-A +A

A namorada de Diogo Piçarra, Mel Jordão, está a ser duramente criticada depois de ter afirmado que decidiu não amamentar a filha, Penélope, de nove meses. Uma revelação feita a uma revista mensal e que não caiu bem entre os seguidores do casal.

“Quando uma mãe não amamenta a filha por opção, como foi o caso da Mel, não há muito a dizer sobre amor”, escreveu uma seguidora na secção de comentários da publicação. 

O modelo Luís Borges rapidamente defendeu a maquilhadora. “São melhores as mães que abandonam os filhos”, escreveu. Dália Madruga também saiu em defesa: “E como sabe que foi por opção? Quando não se tem nada de positivo a acrescentar era tão bom que optassem por não escrever”.

Sem conseguir ficar indiferente, a própria Mel Jordão tornou pública a crítica na sua conta do Instagram e retorquiu: “O comentário da Ana Cristina no perfil da Cristina Ferreira diz mais sobre ela do que sobre mim. Obrigada pelo amor que estamos a receber.”

 

“Tinha caroços do tamanho de uma bola de ténis nas axilas”

 

Após o nascimento de Penélope, a namorada de Diogo Piçarra explicou o porquê de não amamentar a bebé quando partilhou uma fotografia em que aparece a dar um biberão à filha.

“Tive uma subida abrupta de leite, os meus peitos não reagiram da melhor forma, criei imensos caroços. Posso dizer-vos que tinha caroços do tamanho de uma bola de ténis nas axilas, nas duas. Tinha os peitos muito, muito grandes. Eu já sentia febre. Eu e o Diogo costumamos dizer que foram uns dias de verdadeiro inferno para os dois…”, começou por contar.

“Eu tentava fazer a extração do leite para depois levar para a Penélope beber, mas não saía quase nada, eram umas gotinhas. Depois, tentámos trazer a Penélope ao meu peito, mas como ela era prematura tinha de fazer muito esforço e acabava por desistir. Neste sentido, também não fomos a melhor equipa no que toca à amamentação”, acrescentou.

Depois de várias consultas e diversas opiniões médicas, Mel Jordão tomou a decisão de secar o leite: “Falei com a minha médica e com vários enfermeiros e todos me disseram que o leite materno é importante e traz muito benefícios para o bebé, mas também é importante a mãe estar feliz para o bebé estar feliz. E eu não estava feliz, não estava a conseguir extrair o leite. Então, decidi, em conjunto com os médicos, tomar comprimidos para fazer secagem do leite”.

 

Texto: Carolina Sousa; Fotos: reprodução redes sociais

PUB
Top