“Não fiquei com o papel”: Matilde Breyner levou nega da TVI para série icónica

Matilde Breyner fez um casting para a inesquecível série “Super Pai”, mas não conseguiu o papel. Volvidos 21 anos, a atriz partilhou o plateau com Luís Esparteiro na novela “Para Sempre”.

01 Nov 2021 | 17:23
-A +A

Matilde Breyner, de 37 anos, está prestes a voltar à ficção da TVI. Três anos depois de ter integrado o elenco de “A Herdeira”, a atriz é um dos destaques de “Para Sempre”, novela que a estação de Queluz de Baixo estreia precisamente daqui a uma semana, no dia 8 de novembro. Atualmente, é uma figura assídua em televisão, mas a verdade é que nem tudo foi um mar de rosas no início da sua carreira.

Prova disso é que, há 21 anos, Matilde Breyner recebeu uma nega da TVI para uma série que ficou na história da televisão portuguesa. “O primeiro casting que fiz foi com o Luís Esparteiro para o ‘Super Pai’. Escusado será dizer que não fiquei com o papel”, disse, ao site Selfie. Agora, os dois atores partilharam o plateau em “Para Sempre”: “Não sei quantos anos depois, estou aqui a fazer uma novela com ele.”

A nova trama da TVI vai estrear-se completamente gravada e já com atores do seu elenco com novos projetos. É, curiosamente, o caso de Luís Esparteiro. Ao fim de mais de duas décadas ligado à ficção da TVI, o ator foi confirmado como um dos reforços da próxima novela da SIC, com o nome provisório de “Como Um Rio”.

 

Matilde Breyner: “O corpo tem vindo a pregar-me partidas”

 

Em agosto, Matilde Breyner voltou ao ativo no Instagram ao fim de “quase um mês” de ausência. A atriz fez uma reflexão sobre os últimos tempos, deixando um especial agradecimento a quem com ela estava a trabalhar em “Para Sempre” – as gravações da novela da TVI terminaram pouco tempo depois.

“O meu corpo tem vindo a pregar-me umas partidas mas, como diz a minha mãe, ‘na vida a gente cai e levanta-se’. A minha sorte é ter a melhor equipa de sempre, PARA SEMPE, comigo, de mãos dadas”, escreveu Matilde Breyner, acrescentando: “Não me apetece vir para aqui fingir que é tudo cor de rosa e prefiro guardar as coisas para mim quando está tudo mais cinzento. Tal como não me apetece fazer um post só porque sim, para manter seguidores ou para não ser castigada pelo algoritmo. Assim como assim, também não tenho conteúdo novo para mostrar.”

 

Leia tudo aqui.

 

Texto: Dúlio Silva; Fotos: Arquivo Impala e reprodução redes sociais
PUB