“Não me identifico”: Sónia Jesus abre o jogo sobre relação com Joana Albuquerque

Sónia Jesus falou abertamente sobre a relação que mantém (ou não) com Joana Albuquerque fora da casa do “Big Brother”. A nortenha mostrou-se sem papas na língua: “Não somos amigas”.

27 Mai 2021 | 22:03
-A +A

Sónia Jesus abriu uma caixa de perguntas na sua página de Instagram e permitiu que os fãs lhe colocassem as mais variadas questões sobre a sua vida. A ex-concorrente do “Big Brother – Duplo Impacto” pediu, inclusivamente, aos seguidores para que fossem “criativos”, mas um deles quis saber como se encontra a sua relação com Joana Albuquerque.

“Dás-te bem com a Joana Albuquerque?”, inquiriu um internauta nesta quarta-feira. Natural de Vila Nova de Gaia, a jovem viveu, durante os meses em que decorreu o reality show da TVI, uma relação de altos e baixos com aquela que viria a sagrar-se vencedora daquela competição, remetendo o ex-namorado, Bruno Savate – um dos favoritos à vitória -, para o segundo lugar da tabela classificativa.

Sobre a sua relação com a “beta de Cascais”, Sónia Jesus respondeu de forma franca, salientando que são “completamente diferentes” e que, por isso, não nutrem qualquer tipo de amizade fora da casa mais vigiada do País. “Não lhe desejo mal, mas não somos amigas. Não me identifico. Somos completamente diferentes”, escreveu, no InstaStories, ferramenta do Instagram.

 

Sónia Jesus abandonou vida de feirante após “Big Brother”

 

Sónia Jesus deu-se a conhecer ao público através da sua participação no “Big Brother 2020”. A passagem pelo formato foi marcado pela sua desistência, embora tenha sido uma das concorrentes mais populares daquela edição, o que motivou, meses mais tarde, a ser convidada para participar no “Big Brother – Duplo Impacto”.

Desde então, a vida da nortenha mudou por completo. A ascensão nas redes sociais e a exposição mediática que adveio da sua participação nos dois formatos da estação de Queluz de Baixo fizeram com que abandonasse a profissão a que se dedicava antes da fama: a venda ambulante.

Sónia Jesus esteve recentemente no programa “Dois às 10” e confidenciou a Cláudio RamosMaria Botelho Moniz que a decisão de deixar de ser feirante não foi tomada de ânimo leve. “O que eu mais queria era volta à banca, mas não posso. Não tenho licença e estou muito exposta. Não posso mesmo”, afirmou Sónia, que está dedicada à criação de uma loja de roupa online.

Apesar de o mediatismo conquistado nos reality shows ter ditado o fim da sua atividade como vendedora ambulante, Sónia Jesus não se arrepende de ter dado este passo. “Adorei a experiência e valeu a pena, sem dúvida”.

 

Texto: Alexandre Oliveira Vaz; Fotos: reprodução redes sociais

PUB
Top