“Não têm um raio de um papel para mim?” Florbela Queiroz implora por trabalho

O desespero está a tomar conta de Florbela Queiroz. A veterana atriz pediu ajuda a Daniel Oliveira e Cristina Ferreira.

24 Fev 2021 | 9:40
-A +A

“Estou a morrer por dentro de tantas saudades de trabalhar”. O desabafo é de Florbela Queiroz, que voltou a usar as redes sociais para manifestar a sua vontade de trabalhar. “Já não tenho posição. Sento-me, levanto-me e ando nisto. As saudades dão cabo de mim! Só me resta mesmo a fé!”, completou.

A atriz está afastada do mundo da ficção há vários anos e já chegou a pedir ajuda a responsáveis como Daniel Oliveira e Cristina Ferreira, Diretor de Programas da SIC e Diretora de Entretenimento e Ficção da TVI, respetivamente. “Ó senhores das televisões com tantas novelas e séries. Não têm um raio de um papel para mim? Estou farta de estar sem fazer nada! Bolas!”, escreveu Florbela Queiroz.

São sempre os mesmos atores

À NOVA GENTE, a veterana explicou que gosta de “pôr estes posts para, de vez em quando, as pessoas se lembrarem”. “Realmente, as novelas são boas, estão a melhorar de dia para dia, de ano para ano, de novela para novela, mas são sempre os mesmos atores. Passamos para um canal, vê-se uma novela e estão lá aqueles atores. Passa-se para outro canal e estão os mesmos”, contou ao nosso site.

“Montes de colegas meus, cheios de talento, e não estou a falar de mim, estão todos desempregados. Podiam, de vez em quando, não ter contratos fixos com pessoas, a não ser para uma novela específica. Contratam uma pessoa para uma novela, essa novela acaba, mudam e dão trabalho a outra que esteja sem trabalhar. Assim é que devia ser”, afirmou ainda.

“Foi graças às novelas que eu consegui fazer uma reforma boa”

Florbela Queiroz garantiu que não passa dificuldades, mas sabe de colegas que foram afetados pela crise. “Se as televisões fizessem isso, alguns atores não estavam tão mal como estão. Eu, por acaso, tenho reforma e tenho a minha casa e as minhas coisas, e sou muito organizada. Por enquanto, estou muito bem”, disse, acrescentando: “Há uns que são muito novos e ainda não tiveram tempo para isso, outros que são mais antigos, mas não tiveram a oportunidade de governar a sua vida para hoje estarem bem. É a esses que me refiro e a mim também. Um ator quando não está a trabalhar, quando não está à frente das luzes, é como se não existisse.”

A atriz, que está reformada desde os 65 anos, explicou ainda como, ao contrário de muitos atores, tem uma reforma que lhe dá para viver bem. “As pessoas que estão numa novela ganham relativamente bem em relação ao comum dos mortais e, portanto, têm a oportunidade de poupar alguma coisa. Foi graças às novelas que eu consegui fazer uma reforma boa, porque todos os meses, quando ia receber, metade do que ganhava dava à Segurança Social para não ter uma reforma de 200 euros”, frisou.

Florbela Queiroz “com saúde”“com genica”

Apesar de não precisar de trabalhar para comer, Florbela Queiroz confessou que precisava que lhe dessem um projeto: “Sinto-me com saúde, com genica e com força. Eu não estou aflita. Tenho tudo, felizmente não me falta nada. Não sou uma pessoa infeliz, mas quero trabalhar porque esta é a minha profissão.”

A seguir, lançou farpas aos responsáveis pelos canais de televisão: “Se o Presidente da República me condecorou com a comenda da Ordem de Mérito é porque eu não sou uma pessoa completamente desconhecida. Não há necessidade de os atores irem ter com os produtores e com as pessoas que estão a mandar nas televisões e dizer ‘olhe eu estou viva, estou cá’. É desnecessário. Essas pessoas têm cultura para saber que os atores estão vivos.”

Texto: Ana Filipe Silveira e Carolina Sousa: Fotos: Impala e Reprodução redes sociais
Leia também:
Florbela Queiroz fala de solidão e morte e preocupa famosos: “Estou farta”

 

PUB
Top