“Nazaré”: Nuno é detido pela Polícia Judiciária acusado da morte de Verónica

No episódio de hoje de “Nazaré”, SIC, Nuno é surpreendido e cai na armadilha de Amélia. No entanto, Bernardo vai fazer de tudo para provar que Verónica está viva.

03 Nov 2020 | 13:02
-A +A

No episódio de hoje de “Nazaré”, SIC, Cris pergunta o que ela tomou, ela mente. Ana não se deixa enganar com a conversa de Sónia sobre querer tratar-se. Sónia sente-se mal e tem um ataque de pânico seguido de uma convulsão. Chamam uma ambulância enquanto Cris tenta que a jovem não perca a consciência.

Natália toma o pequeno-almoço enquanto o PJ que a vigia, se afasta para atender uma chamada. Natália decide que é a oportunidade dela de escapar mas ele apanha-a, frustrada, diz que vai só ao mercado.

Entretanto, Rui procura por comida mas não encontra nada. Toma um analgésico e acaba por desmaiar.

Júlia fala com Bernardo, está furiosa por não terem apanhado Roberto. Deitada na cama a chorar de raiva e desespero, ouve baterem à porta insistentemente. Júlia limpa as lágrimas e vai abrir a porta, nervosa. A sua boca entreabre-se de espanto ao ver que é Roberto. Tenta fechar-lhe a porta, mas ele impede-a, empurra a porta com força e consegue entrar, fechando-a imediatamente atrás de si. Júlia percebe que ele está em pânico. Roberto pede-lhe ajuda.

Nuno é surpreendido pelo agente da PJ que traz um mandado de detenção. Amélia diz que, finalmente, ele vai pagar pelo que fez, não pela morte da irmã, infelizmente, mas pela morte de Verónica. E sim, sempre lhe mentiu, mas triunfou ao vê-lo agora ser preso.

Nuno diz que Verónica está viva, ele esteve com ela há um mês e ela falou com os filhos. Pede que entrem em contacto com os filhos de Verónica. Amélia diz que o homem a quem ele alugou o barco é testemunha. Nuno atira que com certeza ela lhe pagou e fez ameaças. Amélia sorri com a ideia dele ficar preso vinte e cinco anos, quer vingar-se pela morte da irmã. Nuno pede à PJ para fazer uma chamada. Liga a Ana.

Na loja de surf, o INEM não chega, Cris não quer esperar mais, com a ajuda de Gil leva Sónia para o hospital. Ana vê a chamada de Nuno, que lhe conta que foi preso.

Roberto conta a Júlia que que se tratou tudo de um plano para incriminar Joaquim e proteger Júlia senão magoavam-na, ele só tinha de passar o dinheiro por paraísos fiscais e ficava com uma comissão, fez tudo para dar a Júlia a vida que ela sonhava. Júlia surpreende-o quando diz que sabe da mulher que estava com ele. Roberto mente, diz que não era o que parecia para não levantar suspeitas, ela era a carcereira dele. Diz que a ama e se o apanham matam-no a ele e a ela. Júlia sai deixando-o sozinho em pânico.

Júlia precisa de falar com Nuno, Ana conta que ele foi detido, é acusado de ter matado Verónica. Ana vai à PJ esclarecer tudo.

Bernardo conta a Nazaré e Olívia que Nuno foi detido acusado injustamente da morte de Verónica. Sabe que Amélia convenceu o pescador a inventar a história que Nuno levou Verónica inconsciente para o barco. Não têm como provar que Verónica está viva porque ela ligou de um número desconhecido. Decidem que o melhor é encontrar Verónica. Bernardo conta que Roberto voltou, Joaquim vai falar com ele.

Recorde aqui o episódio anterior de “Nazaré”.

Texto e fotos: SIC

PUB
Top