“Nazaré”: Rui provoca um incêndio na Atlântida para matar Duarte

Saiba o que vai acontecer em “Nazaré” no episódio desta segunda-feira, 26 de outubro. Rui provoca um incêndio na Atlântida com o intuito de matar Duarte.

26 Out 2020 | 13:10
-A +A

No episódio de hoje em “Nazaré”, Rui chega à Atlântida e pergunta pelo irmão. A secretária tenta impedir, mas Rui segue para o gabinete de Duarte. A secretária ainda vai atrás de Rui, mas é apanhada pelo criminoso que a põe a dormir com um pano na boca.

Duarte não gosta da atitude de Rui por ter entrado sem bater como se estivesse em casa. Rui, sonso, tenta mostrar que está arrependido e que gostava de ter uma conversa civilizada com o irmão. Duarte não lhe dá abébias e pede que se retire, mas Rui propõe um brinde e Duarte acaba por ceder. Depois de beberem o whisky, Rui senta-se na cadeira da presidência e diz a Duarte que vai ficar ali só a observar o espetáculo. Antes que Duarte tenha tempo de dizer ou fazer alguma coisa, cai inanimado no chão.

Ana encontra-se com Gil na loja de surf e acusa-o de ter roubado e pegado fogo aos materiais. Gil, sentindo-se ofendido, diz que nada fez, mas Ana avisa-o que fez queixa na polícia e que devem notificá-lo para lhe fazerem umas perguntas. Gil reforça que não roubou nada e Ana manda-o embora. Ele diz que vai, mas não sem antes lhe contar a sua história. Gil conta a Ana como aconteceu o acidente com Miguel e tudo o que veio depois e diz-lhe que percebe que não o consiga perdoar. Agradece à surfista todo o carinho e diz-lhe que ela é uma pessoa bastante especial.

Rui pergunta ao criminoso se já está tudo pronto. O criminoso faz acontecer o curto circuito e o lobby começa a encher-se de fumo enquanto vemos Rui e o homem a saírem a fugir dali.

Bernardo vai ter com Júlia ao Hotel e conta-lhe que mandou investigar o som dos sinos pois acha que Cortez e Roberto não estão longe um do outro. Júlia tem medo pois acha que o marido corre perigo, mas Bernardo não tem assim tanta certeza. Naquele momento, Júlia agarra nas mãos de Bernardo e agradece-lhe por ser o único que a ajudou. Olívia, ao ver tais intimidades, faz uma cena de ciúmes e avisa Júlia que Bernardo não gosta de contacto físico.

Natália liga a Duarte, que continua inanimado e rodeado de fumo, a dizer que está a ir para a Atlântida ter com ele e a pedir que a espere.

No Mercado, Toni assiste a um homem a meter-se com Vânia e, não querendo comprometer o seu disfarce, começa a ligar-lhe. Quando vê que o homem está a oferecer fruta a Vânia, vai decidido, ainda que disfarçado de Felismina, e defende a rapariga. Vânia fica a achar que Felismina gosta de mulheres.

No Restaurante, Glória serve Rui, mas ele está tão nervoso que acaba por fazer com que Glória lhe derrame a travessa de comida em cima. Glória pede desculpa e acaba, rapidamente, com a conversa.

Duarte desperta, ainda bastante zonzo, e começa a gritar por Rui. Percebe que está sozinho e levanta-se tentando apoiar-se nos móveis que tem à sua volta. Duarte pega no telemóvel e encaminha-se, cambaleando, para a saída.

Nazaré e Bernardo, que estavam a caminho da Atlântida para ir ter com Duarte, deparam-se com aquele aparato de incêndio e, de repente, avistam Duarte a sair de dentro do edifício. Nazaré ampara Duarte que, a muito custo, lhes diz que foi Rui quem provocou o incêndio. Bernardo ainda tenta ir buscar as provas contra Rui, mas Nazaré impede-o de se meter no meio das chamas.

No lobby, Rui dá com Natália, no meio das chamas, e apressa-se a chamar a mãe para saírem dali. Natália não quer ir embora sem Duarte e segue para o gabinete à sua procura. Rui puxa a mãe e acaba por empurrá-la para fora do gabinete quando o teto cai sobre a porta e Rui fica preso lá dentro, sem saída possível. Natália grita de desespero.

Cá fora ouve-se a derrocada e passado pouco tempo sai Natália, visivelmente transtornada, implorando para que vão ajudar Rui. Toca a sirene dos bombeiros e Nazaré acha mais prudente aguardarem pela ajuda dos profissionais.

No lar, Josué está de vigia, enquanto João tenta vender os estafermos aos utentes e Ermelinda tenta vender também, mas online. Frustrados sem venderem nada, Ermelinda sugere que a solução está em Felismina.

Natália está desesperada sem notícias de Rui, Amélia tenta acalmá-la, Rui estava vivo quando foi para o hospital e tenta que ela pense positivo. Bernardo, lembra que ele inalou muito fumo. Natália não consegue entender o que o filho fazia na Atlântida. Bernardo acha que ele foi lá de propósito atear o fogo, diz que existem fortes suspeitas que ele é o responsável pelo incendio da Atlântida.

No mercado comenta-se o fumo que se via pelas ruas. Dolores comenta com Matilde que soube pelas notícias que a Atlântida ardeu. Dolores diz que Rui foi quem ficou muito mal.

No hospital, Rui está deitado, de olhos fechados, ligado ao soro. Parece em muito mau estado, com máscara oxigénio, o lado esquerdo do rosto tapado por uma máscara para queimados. Debaixo da máscara ainda se consegue perceber o estado da pele de Rui, horrivelmente queimada. Duarte revoltado porque o irmão tentou matá-lo e à sua mãe, entra no quarto e desabafa com raiva e dor todo o mal que ele fez por Nazaré, que nunca será dele. Apesar de Rui não ouvir, Duarte atira que ele vais ser preso pelo que fez, ou talvez nem sobreviva ou fique deformado. Nazaré entra e leva-o dali. Assim que a porta do quarto se fecha, Rui acorda e chama Nazaré, arranca os tubos, cai da cama e arrasta-se pelo chão a chorar de dores, para chegar a Nazaré.

No hotel, Cris aconselha Ana a ir atrás de Gil e a lutar pelo amor que sente por ele, Ana fica pensativa e hesitante.

Na quinta, Amélia continua a desesperar sem notícias de Rui. Bernardo continua negativo dizendo que só por milagre alguém escapa a um incendio daqueles. Olívia chama-o a atenção. Duarte e Nazaré chegam com notícias, está vivo mas fugiu do hospital.

Natália muito nervosa. Nazaré diz que Rui está muito mal e que os médicos acham que ele não sobrevive fora do hospital. Natália não entende porque é que Rui fugiu. Duarte com raiva do irmão, diz que ele está desesperado, fugiu para não ser preso. Natália não consegue sentir o ódio que sentem, está transtornada. Desabafa com Amélia que não foi boa mãe. Amélia pede a Nuno que traga um calmante para Amélia tomar.

Reveja aqui o episódio anterior.

Texto e Fotos: Divulgação SIC

PUB
Top