Né Ladeiras faz apelo desesperado na Internet: «Preciso de trabalhar»

Cantora está afastada da música há quatro anos e não consegue arranjar emprego. Com 61 anos, acredita que a ‘culpa’ é da idade e dos cabelos brancos.

05 Set 2020 | 20:50
-A +A

Né Ladeiras fez um apelo desesperado nas redes sociais. A cantora, que está afastada do mundo da música há quatro anos, escreveu um longo texto na sua página de Facebook a pedir trabalho.

«Procuro trabalho em Coimbra» é o título da mensagem. «Não se iludam sobre a vida dos músicos, que pouco tem de glamourosa, e a minha, que deixou de ter voz há quatro anos , tem sido uma luta sem tréguas», começou por escrever.

«Tenho procurado trabalho, sim, porque mil vezes viver dele do que ser dependente da ajuda de outros. Não falo por orgulho, mas dignidade. Tenho procurado trabalho desde que fiquei sem voz mas, se já sentia na altura que ter ‘cabelos brancos’ era igual a menos concertos, no mercado atual de trabalho sou considerada ainda menos válida, pela mesma razão», acrescentou.

Despedida pela idade

Né Ladeiras, de 61 anos, conta ainda que a idade tem sido um impedimento para arranjar emprego. «Quantas vezes tenho ido a entrevistas que me descartam por esse motivo. Ou até mesmo chegar a conseguir um trabalho (onde fui frequentemente elogiada pelo que fazia) e do qual fui dispensada um mês depois, para dar lugar a uma rapariga mais nova…», afirmou, revelando alguns dos locais onde trabalhou nos últimos anos: «Na Coimbra Atlantic Merchadising, Museu Municipal Carlos Reis (Torres Novas), no restaurante Ti Manel (que não paga o que me deve há meses…), em duas pastelarias e em duas empresas de limpezas».
A cantora conta ainda que está a passar por dificuldades financeiras e que é esta razão por que resolveu fazer este apelo nas redes sociais. «Assim, e porque a minha urgência é muita (esgotei todos os pés-de-meia que tinha) venho aqui, para todos saberem, que preciso de trabalhar para pagar as minhas contas e para continuar com as minhas obrigações diárias».
«Se algum de vós souber/tiver uma vaga de emprego, contacte comigo! Não quero perder mais do que já perdi. Quero viver e sentir que valeram a pena todos este revezes», afirma, sublinhando ainda: «Não quero nenhum ‘coitadismo’, nenhuma pena. Isto não é uma lamúria, porque se há coisa que aprendi na vida é adaptabilidade e resiliência e a self pity ou pity alheia não tem lugar na minha vida».
A cantora termina: «Eu sei que os tenho no sítio para me expor desta maneira. Preciso de um trabalho e espero que surja rapidamente! Em Coimbra, que é a cidade onde vivo. Aguardo propostas , mas menos música, por favor.»
Recorde-se que Né Ladeiras começou a sua carreira musical em 1974. Ao longo da sua carreira de sucesso, a cantora colaborou com outros grandes nomes da música nacional, como os Trovante e Sétima Legião. Participou no Festival da Canção em 1986, com a canção Dessas Juras que se Fazem, de Carlos Tê e Rui Veloso.
Leia ainda:
Atriz desempregada emigrou à força e volta agora à SIC: «Desfiz-me em lágrimas»
Em tempo de crise, Rita Ribeiro faz apelo pelos atores: «Precisamos de apoio»
Fátima Lopes faz apelo em completo desespero: «Preciso da vossa ajuda!»
Texto: Patrícia Correia Branco; Fotos: reprodução redes sociais

PUB
Top