Negócio feito! Cristina Ferreira é oficialmente uma das novas donas da TVI

Cristina Ferreira concretizou a compra de 2,5% das ações da Media Capital, a empresa que detém a TVI, na passada segunda-feira. O negócio custou à apresentadora cerca de um milhão de euros.

04 Nov 2020 | 10:10
-A +A

Cristina Ferreira é oficialmente uma das novas acionistas da TVI. Segundo um comunicado da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Diretora de Entretenimento e Ficção do canal de Queluz de Baixo concluiu, esta terça-feira, 3 de novembro, a aquisição de 2,5% das ações da Media Capital.

“A DoCasal Investimentos (DCI) – [empresa de Cristina Ferreira, em sociedade com o pai, António Ferreira] – comunica por esta via que foi concretizada em 2 de novembro de 2020 a aquisição, por si (como compradora), das ações objeto do Shares Sale and Purchase Agreement celebrado em 4 de setembro de 2020, cuja celebração pela DCI com a Promotora de Informaciones, S.A. e a Vertix, SGPS, S.A. havia sido comunicada ao mercado em 10 de setembro de 2020”, pode ler-se.

O negócio efetuado por Cristina Ferreira “teve por objeto a aquisição de 2.112.830 ações representativas do capital social e direitos de voto da Media Capital”, através da DCI que passa a ser “titular das referidas ações e direitos de voto inerentes”.

Nesse dia, Cristina Ferreira assinalou de forma discreta o negócio que a torna numa das donas da TVI. “02.11.2020. Um dia que conta. E um dia conto”, escreveu apenas a apresentadora como legenda de uma fotografia sua.

 

 

Ver esta publicação no Instagram

 

02.11.2020 Um dia que conta. E um dia conto. ♥️

Uma publicação partilhada por Cristina Ferreira (@dailycristina) a

 

Segundo a própria revelou à TVI, numa entrevista ao “Jornal das 8”, a 13 de setembro – dois dias depois de ter sido anunciado este acordo com a Prisa – este investimento foi de um milhão de euros, retirados das suas poupanças.

 

Quem são os outros novos donos da TVI?

 

Estando o negócio já concluído, a nova estrutura acionista da Media Capital é composta pela Pluris Investments, controlada por Mário Ferreira, que passa a ser o acionista maioritário, com 30,22% das ações.

O International Business Group, que conta com Pedro Abrunhosa, fica com 11,9% da empresa, uma quota idêntica à da Biz Partners, um consórcio de vários investidores, entre os quais o cantor Tony Carreira.

A Fitas e Essências, uma sociedade controlada pelo sócio maioritário Stéphane Rodolphe Picciotto, adquiriu 3% da Media Capital e, apesar de ainda não ser oficial, o jornal Expresso avança que a Trium SGPG, do empresário Paulo Gaspar, administrador da Lusiaves, será o segundo maior acionista, com 23& do grupo.

Além destes, o Abanca ainda detém 5% do capital da dona da TVI.

 

Texto: Patrícia Correia Branco; Fotos: reprodução redes sociais

PUB
Top