Nem o discurso a salvou: Cristina Ferreira vai ao fundo com pior share de sempre

Cristina Ferreira continua sem convencer e, no dia em que terminou “Cristina ComVida” com um discurso motivacional, marcou a pior quota de mercado de sempre. Na SIC, a reposição de uma novela venceu.

16 Abr 2021 | 16:40
-A +A

Cristina Ferreira é a maior estrela da TVI, dividindo-se entre apresentadora e Diretora de Entretenimento e Ficção, além de acionista da empresa que detém o canal. Contudo, o programa que conduz nos finais de tarde continua a não mostrar-se competitivo. E, agora, foi ao fundo no que ao share diz respeito.

“Cristina ComVida” mantém-se na terceira posição. Nesta quinta-feira, 15 de abril, o formato foi acompanhado por 549 mil e 300 espectadores. Em termos de quota de mercado, fechou com apenas 13,6%, fazendo deste o pior resultado desde a estreia.

Ainda mais surpreendente é o facto de o primeiro lugar no horário ser ocupado por uma reposição. Num dia em que a SIC não transmitiu um episódio inédito da novela “Êta Mundo Bom!”, a aposta recaiu sobre um episódio alargado de outra trama brasileira: “Viver a Vida”.

Produzida pela Globo há mais de dez anos, a história assinada por Manoel Carlos teve uma audiência média de 805 mil e 500 espectadores, com 22,1% de share. Fragmentando, “Viver a Vida” capitalizou, na faixa das 18 horas, uma assistência de 660 mil indivíduos (21,3% de quota de mercado). No horário das 19 horas, 908 mil e 300 espectadores (22,6% de share) acompanharam, em média, a novela. Ou seja, mais de 350 mil espectadores separaram a trama brasileira de “Cristina ComVida”.

A RTP1, com “O Preço Certo”, segurou a vice-liderança. Fernando Mendes agarrou à antena da estação pública 767 mil e 500 espectadores. Registou uma quota de mercado de 19,2%.

 

Cristina Ferreira conquista espectadores com discurso motivacional

 

A emissão desta quinta-feira do programa de Cristina Ferreira ficou marcada por discursos motivacionais. A própria apresentadora encerrou “Cristina ComVida” falando diretamente para o público. “A nossa missão na vida é a de tocarmos os outros”, começou por dizer a diretora da TVI.

Num tom solene, prosseguiu: “Chamei essa mesma missão a mim há 17 anos, quando escolhi ser apresentadora de televisão. Sim! E, sim, fui eu que escolhi naquele dia e hoje continuo a escolher estar aqui, a abrir-lhe a porta e a tentar a fazer a diferença na vida de alguém, mas acima de tudo a fazer a diferença todos os dias na minha vida”. A frase com que rematou a sua intervenção é a que mais tem merecido aplausos: “O ‘eu’ pode ser tanto mais do que ser egoísta”.

 

 

SIC e TVI separadas por mais de 3 pontos percentuais

 

A título de curiosidade, entre as 7 e as 24 horas, o programa de Cristina Ferreira foi o que obteve a quota de mercado mais baixa nesta quinta-feira. “Cristina ComVida” foi, portanto, o formato que mais prejudicou a média diária da TVI.

Nas contas gerais, a estação de Queluz de Baixo fechou com 17,8% de share. A SIC manteve o título de canal mais visto em Portugal, com 21,1% de quota de mercado. A RTP1 assinalou 12,3% de share.

 

Texto: Dúlio Silva; Fotos: reprodução redes sociais

PUB
Top