Neymar não será acusado de violação depois de polícia terminar investigação

Polícia de São Paulo terminou a investigação sobre a acusação de Najila de Sousa, não indiciando Neymar. Ministério Público tem 15 dias para se manifestar.

30 Jul 2019 | 9:40
-A +A

A polícia de São Paulo não vai acusar Neymar de violação. A acusação, feita pela modelo brasileira Najila de Sousa, cai agora por terra depois de a delegada Juliana Lopes Bussacos, titular da 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, concluir a investigação. O Ministério Público tem agora 15 dias, o prazo legal, para se manifestar, podendo pedir o arquivamento do processo ou novas diligências.

No caso, que terá ocorrido em maio, a delegada responsável pela investigação solicitou, em junho, o acesso às imagens de videovigilância do hotel onde supostamente teria acontecido a violação, bem como o relatório do ginecologista da alegada vítima.

Segundo o jornal brasileiro O Globo, as provas pedidas pelas autoridades não chegaram, mas Juliana Lopes Bussacos decidiu, mesmo assim, dar por terminada a investigação.

 

Encontro em Paris termina mal

 

Neymar pode agora respirar de alívio depois de maio ter sido acusado de violação por uma mulher com quem diz ter mantido relações sexuais consentidas. O jogador brasileiro, ao serviço do Paris Saint Germain, travou conhecimento com Najila de Sousa nas redes sociais e convidou-a para ir ter com ele a Paris. Os dois encontraram-se no hotel onde a modelo ficou. Estávamos no dia 15 de maio.

No entanto, o encontro entre os dois terá terminado mal, tendo em conta um vídeo que, mais tarde, começou a circular e que seria alegadamente uma das privas de Najila, onde se via a modelo brasileira a bater no craque.

De regresso ao Brasil, Najila de Sousa decidiu apresentar queixa contra Neymar cerca de 15 dias depois do encontro, o que levou o craque a denunciar o caso nas redes sociais, publicando as imagens e mensagens que trocaram. O futebolista negou a violação e garantiu estar a ser vítima de uma «armadilha».

«Estou sendo acusado de violação. É uma palavra pesada, muito forte, mas é o que está acontecendo no momento. Apanhou-me de surpresa. Foi uma armadilha e caí nela», fez saber.

O facto de ter tornado público as tais fotografias e mensagens que trocou com Najila de Sousa levou a que fosse ouvido na polícia por violação de privacidade.

Durante o seu depoimento, Neymar negou a acusação .«A verdade aparece cedo ou tarde. O único desejo que eu tenho agora é que o caso acabe o mais rápido possível», disse, acrescentando que o filho, na altura, estava impedido de ir à escola «porque os amigos dizem que é filho de um violador».

 

Leia mais em:

Neymar já depôs! Tudo sobre os detalhes da noite da alegada violação

Mulher que acusa Neymar revela: «Ele virou-me e cometeu o ato. Pedi-lhe para parar»

 

Texto: Rita Montenegro | Fotos. Reprodução Redes Sociais

PUB
Top