O que ela disse! Cristina Ferreira já depôs no processo que opõe Leonor Poeiras à TVI

Cristina Ferreira tentou que o seu testemunho fosse dispensado do processo, alegando conflito de interesses, mas a juíza não aceitou o pedido.

17 Set 2022 | 17:50
-A +A

Cristina Ferreira foi arrolada como testemunha por Leonor Poeiras, no processo que esta moveu contra a TVI. A diretora de Entretenimento e Ficção do canal tentou ser dispensada, mas o pedido foi negado.

Cristina Ferreira prestou depoimento no Tribunal de Cascais no dia 8 de setembro, precisamente um dia antes de completar 45 anos. No dia antes, tinha enviado um requerimento à juíza, pedido para ser dispensada, alegando conflito de interesses, já que é funcionária e acionista do grupo Media Capital. Antes do início de mais uma sessão do julgamento, o advogado de Leonor Poeiras contestou este pedido e a juíza acabou por deferir o requerimento.

Assim, Cristina Ferreira respondeu a todas as perguntas, mas houve uma delas que teve maior impacto em todos os envolvidos. Quando questionada se um apresentador podia recusar determinado programa e o que aconteceria se isso acontecesse, a diretora disse que sim e sublinhou: “Pode é não existir mais nada a seguir, se recusarmos”. Depois, acrescentou: “Não significa que não nos voltem a convidar, não sabemos é que outro convite pode surgir a seguir”.

Recorde-se que Leonor Poeiras alega que foi despedida injustamente da TVI, após 17 anos de ligação ao canal. A apresentadora exige uma indemnização de 1 milhão e 286 mil euros, que foi calculado com base no ordenado de 13 mil euros que esta chegou a receber e que incluem a indemnização de antiguidade, as remunerações que devia ter recebido desde o seu afastamento até ao trânsito em julgado da decisão, os subsídios de férias e Natal que nunca lhe foram pagos e ainda um valor por danos morais.

Texto: Patrícia Correia Branco; Fotos: Reprodução redes sociais
PUB