O último adeus: Recorde as PERSONALIDADES QUE MORRERAM EM 2018

Em 2018, dissemos adeus a cantores, apresentadores e políticos. Anthony Bourdain, Celeste Rodrigues, o estilista João Branco e a apresentadora Helena Ramos deixaram-nos.

28 Dez 2018 | 17:20
-A +A

Dolores o’riordan, vocalista dos Cranberries, morreu a 15 de janeiro. Madalena Iglésias, cantora que representou Portugal na Eurovisão em 1966, morreu a 16 de janeiro aos 78 anos.

Stephen Hawking, fisico e matemático, morreu a 14 de março. A ex-primeira dama dos EUA, Barbara Bush morreu a 17 de abril e, oito meses depois, partiu o marido, George H.W. Bush, 41º presidente dos EUA.

Anthony Bourdain, chef estrela de televisão, foi encontrado morto a 8 de junho. O chef norte-americano, apresentador de programas premiados como Parts Unknown e No Reservations, estava em França a gravar um programa para a CNN. Bourdain cometeu suicídio.

Laura Soveral, a primeira atriz portuguesa a entrar numa novela da Globo, morreu a 12 de julho. Laura Soveral, que sofria de Esclerose Lateral Amiotrófica, doou o corpo à ciência.

A fadista Celeste Rodrigues morreu a 1 de agosto aos 95 anos. Nascida no Fundão, em 14 de março de 1923, a irmã de Amália Rodrigues iniciou a carreira há 73 anos. Kofi Annan, ex-secretário geral da ONU, morreu a 18 de agosto.

A lenda do soul norte-americano, Aretha Franklin, morreu a 16 de agosto aos 76 anos.

O cantor francês Charles Aznavour morreu a 1 de outubro.

 

Estilista comete suicídio aos 40 anos

 

A apresentadora Helena Ramos morreu a 1 de novembro, aos 64 anos, vítima de cancro. A cantora Maria Guinot, que representou Portugal no Festival Eurovisão da Canção de 1984, morreu a 3 de novembro.

O cineasta italiano Bernardo Bertolucci morreu a 26 de novembro.

João Branco, 40 anos, cometeu suicídio a 17 de dezembro. O designer fazia parte da dupla de criadores Storytailors, juntamente com Luís Sanchez.

A atriz Manuela Cassola morreu a 26 de dezembro, aos 93 anos, na cidade alentejana de Portalegre.

A atriz, que se deu a conhecer na televisão nacional ao interpretar a personagem de governanta na série da TVI Inspetor Max, morreu esta quarta-feira. Manuela Cassola tinha 93 anos.

 

Texto: Raquel Costa | Fotos: Arquivo Impala e Reuters

PUB
Top