“Os Traidores”! Vencedora do programa sofreu distúrbio alimentar: “Tinha de vomitar”

Carolina de Brito Palma foi convidada de Júlia Pinheiro e falou sobre um dos períodos mais difíceis da sua vida, em que passou por um distúrbio alimentar.

14 Jun 2023 | 18:53
-A +A

Carolina de Brito Palma foi a grande vencedora do programa os Traidores da SIC, juntamente com o concorrente Júlio. A “traidora” marcou presença no programa de Júlia Pinheiro nesta quarta-feira, dia 14, onde falou sobre o reality show e os distúrbios alimentares que sofreu entre os 16 e os 23 anos.

Carolina foi até ao final do programa apresentado por Daniela Ruah, e falou sobre as maiores dificuldades enquanto “traidora”: “O que mais me cativava neste jogo era não saber o que é que ia acontecer”.

A jogadora falou sobre o episódio em que entrou num caixão, questionada por Júlia Pinheiro. “Estava à espera de ter medo, mas lá dentro só estava focada em conseguir completar a tarefa, e os restantes jogadores precisavam de mim, logo nem me lembrei do resto”.

Quanto ao desafio, e enquanto traidora, Carolina garante que sentiu muita culpa por ter de mentir constantemente. “Criámos relações lá dentro e amizades que são verdadeiras. É complicado gerir tudo isso. Descobri que não gosto de mentir e sinto-me desconfortável com isso. A determinada altura assumi a derrota, por isso é que foi surpreendente ter ganho”.

Apesar de ter saído vitoriosa, a concorrente garante que, inicialmente, “ganhar não era de todo uma motivação, só queríamos experimentar o jogo e absorver tudo”.

Carolina de Brito declara: “Na altura não reconhecia que tinha um problema”

Carolina sofreu distúrbios alimentares entre os 16 e os 23 anos. “Grande parte das raparigas da minha idade queria atingir o ideal corporal. Na altura, queria muito chegar àquele ideal e acabava por fazer coisas que, hoje, não me identifico. A minha cabeça não estava bem”, começou por contar.

“Na altura não reconhecia que tinha um problema, não contava a ninguém. Era mais evoluída fisicamente do que as outras raparigas, então queria ser o mais magrinha possível para não chamar a atenção”, continuou a personal trainer.

“Chegava a um ponto em que, para comer normalmente e manter o aspeto físico que eu queria, tinha de vomitar. Associava sempre o mais magra ao mais bonita, então tinha sempre de estar mais magra para estar mais bonita. Hoje em dia, para mim, é absurdo, mas na altura lidava com tudo sozinha”, explicou Carolina.

Foi quando o desporto apareceu na vida de Carolina que tudo mudou. “Mais tarde comecei a informar-me mais sobre nutrição e desporto. O desporto foi, sem dúvida, a minha salvação. Era aquilo que me dava mais autoestima”, finalizou.

Leia ainda: Os Traidores: Programa da SIC chega ao fim com pedido de casamento

Texto: Luís Duarte Sousa; Fotos: Redes Sociais
PUB