“Pai, ainda bem que não morreste”: Doutor de “Dois às 10” em lágrimas ao lembrar acidente

João Espírito Santo , médico dentista e presença habitual no programa “Dois às 10”, sofreu um grave acidente de viação há dois anos e esteve 13 dias em coma.

26 Out 2021 | 17:50
-A +A

João Espírito Santo esteve esta terça-feira, dia 26 de outubro, no programa “Dois às 10” para uma participação diferente daquela que é habitual. O dentista, que costuma aparecer no programa das manhãs da TVI para mudar os sorrisos dos telespectadores, desta vez sentou-se com Cláudio Ramos e Maria Botelho Moniz para falar sobre a sua vida.

O médico dentista recordou, com sofrimento e muita emoção do início ao fim, o brutal acidente de viação que sofreu no dia 26 de outubro de 2019 e que o deixou 13 dias internado em coma, com diagnóstico reservado. O profissional de saúde subiu um separador e capotou com um carro descapotável, onde seguia com a capota aberta.

“Lembro-me de ouvir uma pessoa dizer: ‘Ele está morto'”

“Saí de casa, fui fazer uma cirurgia à clínica, fui levar o meu filho ao futebol, depois ia ter com uns amigos e colegas de trabalho e, a vir embora, tive um acidente que efectivamente mudou a minha vida”, começa por dizer. “Lembro-me perfeitamente que ia para uma missa do sétimo dia do irmão de uma enfermeira que, ironicamente, era do serviço dos Unidados Intensivos do Hospital São João e que, a seguir, foi tratar de mim. Lembro-me que tinha um compromisso com a minha família…”, recorda, não conseguindo prosseguir por estar visivelmente emocionado.

Pai de três filhos, João Espírito Santo relembra-se que ia a falar com a mulher, Mariana Seabra, ao telefone quando o pior aconteceu. A partir daí, não se lembra de mais nada:  “O que aconteceu tinha algum dia que me acontecer. Sempre achei que tinha um anjinho da guarda (…) Lembro-me da pior coisa, de ouvir uma pessoa dizer: ‘Ele está morto’ e eu a pôr os pés ao contrário a dizer que estava vivo”.  O médico, que ficou debaixo do carro capotado, não conseguia falar nem mexer-se e confessa que, na altura, a sua maior preocupação era verificar que não estava tetraplégico.

“O meu filho não me perdoa”

Já no hospital, João Espírito Santo revela que não teve a noção da gravidade da sua situação clínica, que o deixou acamado durante 13 dias, a ter de lutar entre a vida e a morte: “Acordo no hospital e a primeira imagem que tenho é do meu pai a chorar do lado direito (…) Saio do coma e digo à minha mulher: ‘Paga a conta para irmos embora'”.

Recorde-se de que este acidente fez com que o dentista perdesse parte da orelha e ficasse sem parte de pele na cabeça. (Imagens aqui)

Muito ligado à família, o rosto da TVI emociona-se por pensar no sofrimento que este acidente causou à família: “Independentemente de quem é a culpa do acidente, fui eu que passei por ele e fiz com que a minha família passa-se por ele”. Uma das maiores mágoas que carrega é o facto de ter faltado ao aniversário de João, o filho do meio: “O meu filho não me perdoa por ter faltado à festa de anos dele”, desabafa, desfazendo-se em lágrimas.

Veja o vídeo aqui.

“Se não estivesses cá ia chorar todos os dias”

Curiosamente, o médico acordou justamente no dia de aniversário do filho João, que aproveitou a oportunidade do pai estar a ser entrevistado no programa da TVI para lhe deixar uma sentida mensagem, que fez o médico chorar baba e ranho.

“Olá pai, tu és inesquecível. Antes do meu aniversário, no dia anterior, estava a chorar no meu quarto por não estares comigo. Basta tu ou a mãe, ou alguém da nossa família não estar que muda tudo. Quando me entregaste as chuteiras no meu aniversário percebi que já estavas melhor e que essas chuteiras iam marcar a minha vida para sempre. És a pessoa com quem partilho o meu carinho e amor. Eu adoro-te, se não estivesses cá eu não poderia sentir mais o teu amor e carinho. Ia ter bastantes saudades tuas e ia chorar todos os dias. És a minha melhor companhia, obrigada por seres assim, gosto muito de ti pai”, diz João.

Os outros filhos também deixaram as suas mensagens: “Olá pai, ainda bem que não morreste no teu super acidente”, afirma o mais novo. “Obrigada por teres ficado connosco”, destaca Leonor, a filha mais velha.

Percorra a galeria e veja as imagens!

Texto: Inês Borges; Fotos: TVI

 

 

PUB