Pai de Tiago Ginga morre de cancro: “Está a ser um momento muito difícil”

Tiago Ginga chora a morte do pai, vítima de um cancro, aos 66 anos. À TV 7 Dias, o ex-concorrente da “Casa dos Segredos” revela que já enviou um representante seu à Bélgica, onde o progenitor vivia.

16 Fev 2021 | 12:31
-A +A

Tiago Ginga está de luto. O ex-concorrente da “Casa dos Segredos” chora a morte do pai, vítima de um cancro, aos 66 anos. A causa da morte foi confirmada pelo jovem, à TV 7 Dias, não querendo adiantar mais pormenores sobre a luta que o progenitor travava contra a doença oncológica.

“Infelizmente, o meu pai faleceu ontem [segunda-feira, 15 de fevereiro] de cancro. Está a ser um momento muito difícil”, desabafa Tiago Ginga. O pai estava a viver na Bélgica, mas as cerimónias fúnebres vão realizar-se em Portugal. “Já enviei um representante meu para trazer o corpo e tratar da papelada. Enfim, Deus o tenha em descanso”, acrescenta, desolado, à TV 7 Dias.

O ex-participante do reality show da TVI, onde conheceu Bernardina Brito, a mãe do seu único filho, Kévim, de seis anos, também já assinalou a morte do progenitor nas redes sociais. Partilhando uma fotografia a preto e branco em que surge com o pai, Tiago Ginga escreve: “Deus te tenha em descanso, meu pai. Serás sempre lembrado com grande amor.”

 

Tiago Ginga não poupa elogios a Bernardina Brito

 

Apesar de, em tempos, a relação com Bernardina Brito ter sido conturbada, Tiago Ginga mantém hoje uma amizade com a mãe do seu filho. “A nossa relação está ótima. Para mim, é um orgulho ver a mulher em que a Bernardina se tornou. Estou um bocado emocionado. (…) Errámos os dois mas, se pusermos numa balança, eu errei mais. Hoje somos muito amigos. O nosso filho está bem, é feliz”, revelou ele, recentemente, no “Extra” do “Big Brother – Duplo Impacto”, reality show ao qual a nortenha concorre agora.

“Tenho orgulho na Bernardina e agradeço a Deus por ela ser a mãe do meu filho”, sublinhou, para depois acrescentar: “A culpa é sempre dividida pelos dois, mas eu assumo que eu fui o que tive mais culpa. O Kévim fez-me crescer muito (…). A minha maior alegria é ver o meu filho olhar para mim e vir a correr a dizer que me ama.”

 

Leia tudo aqui.

 

Texto: Dúlio Silva; Fotos: reprodução redes sociais

PUB
Top