Pandemia destrói negócio: Ana Moura, Zambujo e Avillez fecham restaurante após três meses

O restaurante de Ana Moura, António Zambujo e José Avillez não resistiu às consequências da pandemia da COVID-19. “Talvez volte um dia”, deixou no ar o chef.

12 Fev 2021 | 16:50
-A +A

O restaurante detido por Ana Moura, António Zambujo e José Avillez fechou portas ao fim de três meses aberto ao público. O motivo prende-se com os efeitos provocados pela pandemia da COVID-19, revelou o último, esta quinta-feira, no programa da RTP1 “5 Para a Meia-Noite”.

O chef falava sobre o impacto da crise pandémica nos seus vários restaurantes quando revelou que aquele que tinha em parceira com os dois fadistas não resistiu às restrições impostas devido ao novo coronavírus e teve de encerrar definitivamente.

“Já falámos de vários restaurantes teus… Tens um restaurante com a Ana Moura e com o António Zambujo. Eles são melhores cantores ou melhores gestores?”, perguntou a apresentadora do late night show da estação pública, Inês Lopes Gonçalves.

“Esse restaurante fechou na pandemia”, respondeu José Avillez. “Foi um projeto que durou três meses [abriu no início de fevereiro de 2020], talvez dos três meses mais divertidos e talvez o projeto mais fantástico que há. São duas pessoas absolutamente extraordinárias. Ficámos muito amigos”, continuou o chef, revelando, de seguida, a razão que levou ao encerramento do “Canto”: “Era um projeto para apostar na cultura, não era um projeto para se rentabilizar e, nesta fase, seria muito complicado manter um projeto que perdia dinheiro todos os meses. Talvez volte um dia. Tivemos noites absolutamente espetaculares!”

 

José Avillez já serviu comida a Madonna

 

Na rubrica “Pressão no Ar”, José Avillez revelou que já serviu celebridades internacionais nos seus restaurantes, tais como a cantora Madonna e a atriz Gwyneth Paltrow.

“Porque é que não fizeste parte da greve de fome à frente da Assembleia da República?”, perguntou-lhe ainda Miguel Rocha. “Estou magrinho. Se fizesse greve de fome, desapareceria”, responde o chef, que conta com duas estrelas Michelin no currículo.

 

Texto: Ivan Silva; Fotos: reprodução redes sociais

PUB
Top