Patrícia Cipriano: Comentadora da TVI revela episódio de assédio de padre

Patrícia Cipriano esteve presente no programa Dois às 10 para comentar o caso de um ex-padre de 85 anos acusado de violação e acabou por relatar um episódio que aconteceu consigo.

21 Set 2023 | 23:00
-A +A

Patrícia Cipriano esteve presente no programa Dois às 10, da TVI, para comentar o caso de um ex-padre de 85 anos acusado de violação e acabou por relatar um episódio que aconteceu consigo: “Uma vez, fui a uma igreja – sou católica -, precisava de me confessar porque, precisava de ser madrinha de uma pessoa e fui confessar-me – como sempre à última da hora – ao padre”, começou por contar.

Leia ainda: “Assim sou eu. Sem vergonha ou preconceito”: Patrícia Cipriano mostra-se sem peruca

Carolina Deslandes mostra momento ternurento com os filhos

“Ele quis colocar-me a mão no peito para me pôr água benta aqui no coração e tentou pôr-me a mão dentro do sutiã. Eu só disse assim: ‘Senhor padre, aconselho-o a tirar a mão de onde a tem, porque senão fica com um dedo partido'”, revelou Patrícia Cipriano. “Isto é asqueroso para uma mulher, repulsivo”, acrescentou.

“Posso continuar a criar os meus filhos”. Patrícia Cipriano vence luta contra o cancro

Patrícia Cipriano tem motivos para celebrar. A comentadora da crónica criminal do programa “Dois às 10”, da TVI, venceu a luta contra um cancro na mama e a novidade foi dada pela própria na sexta-feira, 16 de setembro, através das redes sociais, onde revelou que terminou os ciclos de tratamento para a doença.

“Agora, terei que continuar a terapêutica preventiva, mas as notícias hoje foram maravilhosas para mim e para a minha família. Posso continuar a criar os meus filhos, a abraçar a minha mãe e a beijar a testa do meu irmão mais novo“, escreveu, referindo ainda a importância que a fé tem na sua vida e teve durante toda a luta contra o cancro: “Esta doença trouxe-me uma fé renovada nas pessoas, na sua capacidade de dar um pouco do seu tempo a alguém que não conhecem e de criarem pontes entre si. Deus nunca me abandonou, o meu Neptuno, como gosto de Lhe chamar. Conversei muito com Ele e nunca fiquei sem resposta. Deus é, de facto, o meu Pai”.

Patrícia Cipriano, que é irmã do cantor Zé Manel, ex-vocalista dos Fingertips, acrescentou: “Quero que a minha história dê esperança a todos quantos vivem esta doença. Declarem-lhe guerra desde o dia 1.º e nunca baixem a guarda. Foi assim que encarei o cancro, como uma guerra e eu tinha que a ganhar. E ganhei”.

Texto: Sofia Mendes
Fotos: Redes sociais
PUB