Pedro Seixas recorre a INTERVENÇÃO ESTÉTICA na cara: «As LÁGRIMAS caíram-me pela cara»

Pedro Seixas, ex-concorrente do Love On Top 7, submeteu-se a uma intervenção cirúrgica para corrigir as assimetrias do rosto e, consequentemente, melhorar a autoestima. Veja as imagens exclusivas!

22 Nov 2018 | 20:00
-A +A

Esteve na Mansão do Amor apenas 18 dias. Uma lesão no pé ditou o fim da estadia de Pedro Seixas. Afastado dos reality shows, o jovem da Póvoa de Varzim tem estado concentrado em terminar a licenciatura em Ciências da Comunicação no ISMAI, na Maia.

Em declarações exclusivas à TV7dias, revelou os pormenores da recente intervenção cirúrgica a que recorreu para melhor a imagem. O ex-concorrente do Love On Top assume que era algo que ambicionava há muito tempo.

Pedro fez uma bioplastia com ácido hialurónico. «Consiste em injeções na cara para harmonizar a face e fazer o preenchimento da mandíbula do lado direito, para ficar mais simétrico», explica.

Percorra a nossa galeria e veja as fotos exclusivas!

 

«Sempre me causou muito incómodo ao longo dos anos»

«Procurei durante muito tempo, mas o risco e os custos eram muito elevados. Corria o risco de perder os movimentos da cara. Após uma pesquisa, encontrei a clínica do Dr. Filipe, no Porto, em quem confiei», começa por contar. «O médico acabou por mexer também no nariz e fez uma rinomodelação, para retirar alto e ficar mais reto». 

O estudante de comunicação revela que a intervenção durou apenas 30 minutos e que não sentiu qualquer dor. Este era um problema que afetava a autoestima e que sempre causou incómodos ao longo da sua vida.

Veja também: Depois de sair de Love on Top, Pedro Seixas critica Joana: «É UMA PESSOA ESTRANHA»

«Sofria de um problema na mandíbula devido a uma infecção durante o crescimento, que provocou essa assimetria. Sempre estive ligado ao espectáculo e à noite. Quando aparecia nas fotos, as pessoas perguntavam-me se tinha algum problema. Sempre me causou muito incómodo ao longo dos anos». 

«É o realizar de um sonho»

Pedro confessa que era algo que o afetava «psicologicamente».

«Mal a intervenção acabou, as lágrimas caíram-me pela cara. É muito bom ter aquilo que sempre quis, senti uma emoção extrema. Não vejo isto como um capricho, mas uma necessidade de correcção. Sinto-me muito bem e confiante. É o realizar de um sonho», relata.

O jovem de 25 anos afirma, ainda, que este acontecimento veio ao encontro do sonho que mantém de trabalhar em televisão.

Texto: Inês Borges/ Fotografias: Arquivo Impala e DR

 

PUB
Top