“Pega nos 50.000 euros e desaparece”: José Cid arrasado após receber subsídio do Estado

José Cid foi arrasado por hater nas redes sociais devido ao subsídio de 50 mil euros que recebeu do Ministério da Cultura para gravar uma “obra-prima”.

19 Jul 2021 | 13:10
-A +A

José Cid apresentou a sua candidatura ao subsídio do Ministério da Cultura e recebeu em março 50 mil euros para gravar o álbum de rock sinfónico “Vozes do Além“. O assunto deu que falar na altura, mas parece que não foi esquecido por um internauta que mandou uma dura farpa ao cantor.

“Pega nos 50.000 euros e desaparece”, escreveu um seguidor nas redes sociais. O comentário desagradável mereceu uma resposta de José Cid. “Isso era o que querias se os tivesses. Só que eu tenho que pagar uma obra-prima e não chega!” (ver imagem na fotogaleria)

É de realçar que o valor que o artista recebeu do Estado português vai ser usado para investir na gravação analógica do álbum, nas despesas com estúdio, músicos, grafismo, bem como, na promoção do trabalho.

“Estive praticamente um ano parado sem trabalho por causa da pandemia e decidi procurar ajuda”, referiu José Cid em declarações ao CM.

O cantor deverá apresentar o novo disco no final do ano no Coliseu de Lisboa e do Porto.

Texto: Carolina Sousa; Fotos: Redes Sociais

Veja também:
“A minha vida alterou-se profundamente”: José Cid revela problema com Joana Marques
José Cid faz piada com decote de Aurea no “The Voice Portugal” e gera polémica: “Nojo!”

 

PUB
Top