“Pior dia da minha vida”. Melão recorda morte da mãe no Big Brother Famosos

O cantor estava a conversar com Marco Costa e com Daniel Kenedy e contou como conseguiu superar a dor profunda que sentiu quando perdeu a progenitora.

11 Mar 2022 | 13:50
-A +A

A dois colegas do “Big Brother Famosos”, Melão falou sobre a morte da mãe e do sofreu nessa fase difícil da sua vida. O cantor estava à conversa com Marco Costa e com Daniel Kenedy, quando fez este desabafo.

A pior coisa que me aconteceu na minha vida, o pior dia da minha vida, foi quando tive que me despedir da minha mãe. Foi quando a minha mãe partiu, foi o pior dia da minha vida. Eu senti-me tão perdido, tão vazio, tão limitado… como é que eu ia superar aquela dor…”, começou por dizer, explicando que a progenitora perdeu a vida em 2017 após “20 anos de luta com muitas doenças”.

As duas pernas foram à vida. Pegava nela e levava-a ao hospital e às consultas… Fiz tudo o que podia e que estava ao meu alcance, para ela estar cá o máximo possível”, disse ainda, revelando aos colegas do “Big Brother Famosos” como consegue ultrapassar a dor: “A única maneira que eu arranjei para superar a dor foi inventar amor altruísta, que para mim é: onde quer que ela esteja, eles vão quer ver a gente felizes”.

Melão preparou entrada no “Big Brother Famosos” por causa do pai

Melão entrou no “Big Brother Famosos”, correndo o ‘risco’ de ficar fora de casa durante dois meses, mas deixou tudo organizado para que nada falte ao pai, José Fernando, de 88 anos, que está acamado e sofre com vários problemas de saúde. O amigo do cantor, Pedro Silva, conta tudo à TV 7 Dias.

“Numa fase inicial, o Melão não queria entrar, e o pai era um dos motivos. Tal como ele disse no vídeo de apresentação, é o cuidador do pai, que vive com ele em permanência, e seria complicado ausentar-se durante tanto tempo”, começou por contar ao nosso site, explicando que, ao aceitar o convite da TVI, o ex-Excesso arranjou uma solução para o progenitor: “O pai continua em casa, mas não está sozinho. Tem uma equipa de profissionais a acompanhá-lo 24 horas por dia, tanto ao nível da higiene, como da alimentação e qualquer cuidado médico de que ele precise”.

Leia tudo aqui.

Texto: Patrícia Correia Branco; Fotos: Impala e Divulgação TVI

PUB