Pizzi VIVE HISTÓRIA DE AMOR ao estilo de FILME DE HOLLYWOOD

Paulo Battista esteve na casa de Maria de Barros e Pizzi para uma entrevista repleta de revelações amorosas.

01 Fev 2019 | 17:20
-A +A

Luís Pizzi e Maria de Barros foram os primeiros protagonistas da nova rubrica de Paulo Battista, «Conversas de Alfaiate», no Você na TV. O alfaiate, que fez o fato de casamento do jogador, esteve na casa dele e começou por conversar com a mulher, Maria.

«Tens é de te descalçar, já sabes», avisa logo a empresária mal Paulo entra em casa. Maria de Barros começa por falar do negócio de vendas online, em que trabalha com mais de 40 marcas.

Passam para o sofá e a mulher do jogador do Benfica falou da licenciatura em Engenharia Civil, que nunca colocou em prática.

«Eu sou de Brangança, tenho 29 anos, sou licenciada em Engenharia Civil que não exerço. Quando acabei a licenciatura, foi o ano em que decidi morar com o Luís, dediquei-me a outro projeto e nunca cheguei a exercer», começa por explicar.

«As mães já se conheciam grávidas»

Pizzi e Maria conhecem-se «desde miúdos». «As nossas mães já estiveram grávidas juntas. Nós temos diferença de um mês e as mães já se conheciam grávidas. Andei com ele na escola desde o 5º ano e desde o 7º éramos da mesma turma. Já nos conhecemos desde sempre», explica.

Em criança, a empresária afirma que «sempre foi muito tranquila». «Acho que não dei trabalho. Os meus pais são tudo para mim e a minha irmã também, que veio mais tarde. Temos oito anos de diferença», conta.

Apesar de se conhecerem desde crianças, o namoro demorou a começar. «No recreio não me ligava nenhuma», revela. E foi Maria a dar o primeiro passo.

Veja também: Paulo Battista é o novo TRUNFO de Você na TV! Saiba tudo

«Nós estávamos num evento que nos chamaram para ir no coro cantar e o Luís estava lá com os pais. Na altura, eu gostava dele, eu tinha ali uma paixoneta e as miúdas diziam: ‘Não és capaz de ir ali à mãe dele dizer que gostas dele’. Eu sou quieta, mas se me estão ali a picar. Cheguei à mãe dele e disse: ‘Eu gosto do seu filho, mas ele não me liga nenhuma, só quer jogar à bola’. E ela disse: ‘Eu não posso fazer nada, mas pronto’.»

Anos mais tarde, o jogo deu uma volta. «Mais tarde somos da mesma turma. Depois era eu que não lhe ligava nenhuma. A partir do 7º ano quando me começou a ligar mais, eu já não lhe ligava nenhuma. Ele era um minorca, mais pequeno do que eu», diz, entre risos.

O mundo do futebol e a ida para o Benfica

«Se calhar mais aqui em Lisboa é que me apercebo da dimensão que ele tem como jogador de futebol», explica Maria, quando questionada sobre o impacto da profissão do marido na vida de casal.
«Fui-me habituando à ideia de que ele podia estar sempre a saltar. Tive sempre a noção que ia com ele para qualquer sítio.»

A ida para o Sport Lisboa e Benfica foi uma grande alegria. «Não podia ser melhor, como benfiquista torcer pelo meu clube e ter o meu marido no meu clube. Mas para mim, como mulher dele, acaba por não importar se está aqui no Benfica ou se está lá fora. Eu estou sempre a torcer por ele.»

Pizzi muda fraldas e leva Afonso à escola

Pizzi e Maria de Barros estão à espera do segundo filho, que se chamará Francisco, e já são pais de Afonso, de quase três anos. A empresária diz que o marido é um «ótimo pai».

«Eu sempre soube que o Luís ia dar um ótimo pai, mas surpreendeu-me pela positiva. A mim e a toda gente que nos envolve, como amigos mais chegados e a própria família. Ele faz tudo como se fosse eu. Ele é pai como se fosse a mãe. Não fazemos qualquer tipo de distinção.»

«Se pedisses para se levantar e mudar uma fralda?», pergunta-lhe Paulo Battista. «Levantava-se. Nunca me disse que não», confirma Maria.

O pedido de casamento em Paris e o dia inesquecível

Pizzi pediu Maria em casamento em Paris, com a Torre Eiffel como cenário. Nesta altura da conversa, o alfaiate levou o diálogo para a brincadeira e revela que o jogador tem medo de alturas.

«Ele tem medo de alturas. Mesmo aquele medo de ficar com as mãos à transpirar. Foi só até ao primeiro patamar e disse ‘se quiseres vai tu que eu fico aqui sossegadinho’», confirma a mulher do futebolista.

Medos à parte, o dia do casamento chegou e foi inesquecível. «Eu queria repetir. Dizia que era uma noiva relaxada. Mas quando fico com nervosa fico logo com a garganta seca e eu queria cantar no casamento.»

E realmente cantou. Abraçado ao marido, Maria de Barros fez um arranjo com um violinista e interpretou a música «Amor Para a Vida Toda», um original de Carolina Deslandes.

Filho do casal «invade» a entrevista

Quase no final da conversa, Pizzi e Afonso chegaram a casa e juntaram-se à entrevista. Quando Paulo Battista perguntou ao pequeno quem era o melhor jogador do mundo, o menino responde carinhosamente: «É o meu papá».

«E o que está na barriga da mãe?», tornou a perguntar o alfaiate. «Um maninho. Quero dar um beijinho», diz.

O segundo bebé irá chamar-se Francisco,  que segundo Afonso foi um nome que ele escolheu.

Sobre as tarefas em casa, Luís Pizzi confirma que ajuda sempre que consegue. «Tento sempre que posso fazer as coisas. Isto em casal funciona assim. É sempre difícil deixar a Maria aqui sozinha com o Afonso, mas sei que ela é uma ótima mãe.

Texto: Redação WIN – Conteúdos Digitais; Fotos: Impala e reprodução Instagram

 

PUB
Top