Polémica: Programa Supernanny analisado por psicólogos

Depois da estreia do programa Supernanny na SIC, a Ordem dos psicólogos está a receber várias queixas

15 Jan 2018 | 16:08
-A +A

O programa Supernanny estreou ontem na SIC e a polémica está instalada. A psicóloga Teresa Paula Marques desloca-se a casas onde reina a rebeldia e aconselha os pais.  O programa está a gerar controvérsia e a Comissão de protecção das Crianças até já veio dizer que o formato viola os direitos das crianças. Agora, é o Conselho Jurisdicional da Ordem dos Psicólogos que revela já ter recebido várias queixas.

Avaliadas as queixas, o processo pode ser arquivado ou acabar numa advertência, obrigação ao profissional de prática supervisionada até 12 meses ou, em casos extremos, a expulsão.

Leia ainda: Supernanny pode violar direitos das crianças, diz Comissão de proteção das crianças

Super Nanny arrasada na Internet

Nas redes sociais, o programa não passou despercebido e, como tal, não faltaram críticas ao primeiro episódio da Super Nanny.

«Acho pouco interessante expor as crianças desta maneira», «este programa tem de acabar» ou «a TV faz tudo para ganhar audiências» são exemplos das muitas mensagens deixadas na página de Facebook oficial do formato.

A escritora Isabel Stilwell foi mais longe e prometeu apresentar queixa.

«A ver a Supernanny por dever de ofício, um programa que até as Nações Unidas já consideram uma ofensa escandalosa aos direitos da criança. Expor uma criança assim é uma vergonha! Como é que esta criança vai para a escola amanhã? Como é que uma psicóloga aceita fazer um programa destes? Vou-me queixar!», escreveu, indignada.

 

No entanto, houve pais que se mostraram interessados em saber as dicas de Teresa Paula Marques e agradeceram à estação de Carnaxide pela criação deste tipo de programa, que internacionalmente é um sucesso.

Quem é a psicóloga do programa? Leia aqui!

PUB
Top